Como deve se comportar a criança quando outras crianças a agridem

Como ensinar as crianças a reagir quando são agredidas

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Hoje em dia, quando estou no parque com o meu filho, vejo comportamentos infantis de todo o tipo nas crianças. Posso observar crianças muito espertas, crianças retraídas e tímidas, crianças que batem e mordem, crianças que não sabem se defender. Mas, também vejo diferentes comportamentos nos pais: pais que deixam que seus filhos briguem, pais que deixam que batam nos seus filhos e pais que repreendem aos seus filhos quando brigam ou que ajudam aos seus filhos quando batem neles. 

E estou segura que essas crianças na escola têm comportamentos similares aos do parque, independentemente da idade. Mas, existem crianças mais retraídas e tímidas que necessitam de estratégias para poder se comportar sem que em seu interior gere um mal estar. O seu filho é tímido e quando batem nele, ele não sabe o que fazer?  

Como deve se comportar uma criança tímida quando outra criança bate nela

como-deve-se-comportar-a-criança-agridem A

Uma criança aprenderá a se comportar dependendo de como os pais ensinam desde pequenos, por isso a presença e a educação dos pais são fundamentais. Alguma vez eu me encontrei em parques em que as mães e pais que deixavam as crianças ‘ao Deus dará’ para que aprendessem a se defender se baterem nelas, mas realmente isso é ético e funciona? Ensinar uma criança a bater porque batem nela? A violência como resposta à violência? Tenho minhas dúvidas em relação a isso.

Quando as crianças são pequenas, elas se encontram em um momento de desenvolvimento de suas habilidades sociais e é muito importante cuidar disso e ensiná-las corretamente para que no futuro possam ter boas estratégias de interação com os demais. Necessitam de um modelo para imitar: o dos pais. 

Nas habilidades sociais, as crianças têm que aprender a resolver os conflitos nas relações interpessoais porque existem e existirão, assim que tão pouco serve superprotegê-las. Os pais devem ensiná-las a se comportar corretamente diante desse tipo de situações negativas, mas sempre deixando claro que um comportamento agressivo nunca deve ser tolerado. 

Para que aprendam a resolver os seus conflitos, a criança vai necessitar de um modelo de referência. Quando baterem no seu filho, você deve intervir e orientá-lo adequadamente. Se não fizer isso, você estará tirando a oportunidade de aprender de forma correta como reagir nessas situações. Além disso, você estará dizendo que permite o uso da violência, algo que é totalmente intolerável. 

Quando batem em uma criança e ela for tímida, não deve deixar que batam nela. Sempre deverá buscar a ajuda de um adulto e poder expressar o que aconteceu tendo-se retirado do lugar. Desse modo, o adulto servirá de modelo para o aprendizado de novas habilidades sociais guiando o processo em direção ao diálogo e buscando consequências para o agressor, como deixá-lo sem recreio (se tiver acontecido na escola) ou falar com os pais do menor se a agressão tenha acontecido no parque, mas sem recorrer à violência. 

María José Roldán

Mestre em Educação Especial (Pedagogia Terapêutica)

Psicopedagoga