O que fazer se o seu filho é intimidado na escola

Como reagir num caso de bullying

Vilma Medina

Vilma Medina

Não acredito que seja muito difícil de entender que para uma criança ser intimidada na escola pode ser um problema muito difícil de suportar sozinha: os insultos, as ofensas, o abuso cibernético e inclusive a intimidação física é algo que pode acontecer todos os dias nas escolas de todo o mundo. Quando um filho está sendo intimidado, é difícil pensar em outra coisa que não sejam soluções e que isso acabe imediatamente. 

5 coisas que você pode fazer se o seu filho sofre bullying na escola

o-que-fazer-se-seu-filho-intimidado-escola A 

É claro que você nunca poderá evitar que as pessoas façam ou digam coisas ruins, mas poderá tentar com que o seu filho possa ter o controle sobre a forma como responde aos agressores na escola. A intimidação é um problema real que deve ser resolvido tanto na escola com na família. Mas, o que você deve fazer quando o seu filho for intimidado na escola? 

1. Escute o que o seu filho tem a dizer. Saber escutar ao seu filho é a peça fundamental como pai e mãe, porque é a única maneira de saber se o seu filho está sendo intimidado. Tente ser o seu apoio, mas também ser neutro enquanto o seu filho fala. Se você reagir de forma inadequada, é possível que o seu filho deixe de contar-lhe o que está acontecendo.

2. Não culpe ao seu filho. Não coloque a responsabilidade do que lhe está ocorrendo nele, nem tão pouco busque encontrar uma razão. Não existe uma razão aparente, nem tão pouco uma desculpa. Se você o culpa de ser a vítima, só estará provocando ansiedade e ele não vai querer lhe comunicar o que está acontecendo. Um dos maiores problemas da criança que sofre o bullying é a vergonha dos colegas e de contar aos pais. Por isso tantas crianças sofrem caladas. 

3. Não personalize o que está acontecendo. Se você foi intimidado quando era pequeno, e o seu filho está passando pela mesma situação, é provável que isso lhe traga recordações dolorosas. Com isso você poderá se aproximar mais do seu filho para transmitir-lhe que você realmente entende o que está acontecendo e como se sente, mas o problema não é seu, é do seu filho.

4. Não faça represálias contra o agressor ou a família. Por mais tentador que possa ser para você, não deve fazer justiça pelas próprias mãos e fazer represálias contra o agressor ou a família. Você terá que ser um bom exemplo para o seu filho quanto a resolver problemas. As represálias nunca ajudarão o seu filho a resolver o problema ou com que o seu filho se sinta melhor consigo mesmo. Respire fundo e pense no que você pode fazer para ajudar o seu filho.  

5. Ensine ao seu filho estratégias para enfrentar o problema, por exemplo:

- Ensine ao seu filho como reagir diante do agressor.

- Fale para ele nunca andar sozinho.

- Que procure sempre a ajuda de um adulto.

- Que ele obtenha apoio.

- Ensine o seu filho a colocar em palavras o que está acontecendo com ele.

- Ajude o seu filho a se envolver em outras atividades que lhe interessem e reforcem sua autoestima

María José Roldán

Psicopedagoga

Mestre em Educação Especial (Pedagogia Terapêutica)

Violência escolar ou Bullying

Violência escolar ou Bullying

A violência escolar é uma ameaça às crianças. Bullying é uma palavra inglesa que significa intimidação. Infelizmente, é uma palavra que está em moda devido aos inúmeros casos de perseguição e agressões que se estão detectando nas escolas e colégios, e que estão levando a muitos estudantes a viverem situações verdadeiramente aterradoras.

Como colocar um fim ao bullying ou assédio moral nas escolas

Como colocar um fim ao bullying ou assédio moral nas escolas

A gente não conhece os seus nomes, mas sim o pesadelo que vem passando. O bullying é mais cruel e danoso do que uma pistola. E muito mais doloroso. Com frequência invisível. E tão letal que às vezes termina em suicídio.

Ensine o seu filho a se defender de uma criança cruel

Ensine o seu filho a se defender de uma criança cruel

À medida que os filhos vão crescendo, também vão se tornando mais autônomos e começam a ter o seu tempo, o seu mundo, e terá que saber se defender das outras pessoas. Ensine o seu filho a se defender de uma criança cruel.

5 sinais que indicam que o nosso filho está mentindo

5 sinais que indicam que o nosso filho está mentindo

A sinceridade é um valor essencial que todo pai e mãe desejam transmitir e inculcar aos seus filhos. A gente sabe que em algum momento as crianças acabarão mentindo, da mesma forma que os adultos fazem, gostem ou não de reconhecê-lo.

Como deve se comportar a criança quando outras crianças a agridem

Como deve se comportar a criança quando outras crianças a agridem

Uma criança aprenderá a se comportar dependendo de como os pais ensinam desde pequenos, por isso a presença e a educação dos pais são fundamentais. A criança deve saber como reagir diante de uma agressão, e essa orientação deve vir dos pais.

0 comentarios