Como estimular um bebê

A estimulação precoce do bebê se baseia sobretudo na repetição

A estimulação precoce se baseia sobretudo na repetição, ao que os especialistas denominam unidades de informação ou bits.

Do mesmo modo que aprendemos a dizer “mamãe” ou “papai”, repetindo para que falem várias vezes, podemos também aprender a ler, a conseguir um pensamento matemático, e inclusive a desenvolver aspectos físicos, sensoriais e sociais.

A repetição sistemática e sequencial de estímulos ou exercícios, e de atividades com base científica, reforçam as áreas neuronais dos bebês.

Estímulos e atividades adequadas à idade e à capacidade de cada criança

estimulação do bebê

Durante a estimulação, não somente se potencializará adequadamente o desenvolvimento motor, cognitivo, social e emocional do bebê, como também se respeitará seu desenvolvimento individual, suas capacidades, sua predisposição, e seu ritmo. Cada criança é única e diferente, e os pais devem ter isso em conta na hora de estimulá-la. O bebê deverá viver livremente esta experiência e não como uma obrigação. Jamais se deverá forçar um bebê que faça alguma atividade que ele não esteja preparado nem suficientemente estimulado. O bebê deve sentir-se livre e motivado para manter sempre uma boa auto-estima durante todo o processo de aprendizagem. Por esta razão, os pais devem respeitar seu desenvolvimento individual, evitando comparações e pressões sobre seu filho.

Os pais também aprenderão e crescerão em sua tarefa de pais durante a estimulação dos seus filhos. Antes de começar com a estimulação do bebê, é importante que eles conheçam as etapas de desenvolvimento de um bebê para que possam apresentar-lhes estímulos e atividades adequadas à sua idade e capacidades.

A estimulação do bebê reforçará o vínculo emocional com os pais

A estimulação começa com atividades de contato com o bebê. Isso reforçará o vínculo emocional, afetivo, através de massagens e estímulos sensoriais, entre pais e filhos. A partir daí, se dará início às atividades de motricidade, concentração e de linguagem. A brincadeira é uma ferramenta efetiva de estimulação para os bebês. Através das brincadeiras (jogos, etc.), os pais podem observar o comportamento do seu filho e conhecer suas necessidades, desejos, gostos e inquietações. 

Na estimulação precoce, deve-se buscar o equilíbrio. Por isso, deve ser integral, tanto física como intelectual. Se uma criança só aprende a jogar bola, e não é adequadamente estimulado na leitura, por exemplo, será um gênio do esporte, mas se sentirá incapaz de ler um livro. A estimulação desde cedo, deve circular por todos os caminhos: físico, intelectual, emocional, ou seja em todas as áreas. Outra coisa é que para algumas crianças será melhor ler um livro do que jogar basquete. Isso será uma opção pessoal da criança e deve-se respeitá-la. Em todo caso, a estimulação deve, através de experiências e habilidades, gerar a motivação nas crianças. Crianças motivadas são crianças felizes.

Se os pais optam pela estimulação precoce, devem ter bem claro que esta decisão lhes exigirá uma certa dedicação ao dia. Muitos pais dizem que é muito afetiva e proveitosa, pelo menos no que se refere ao tempo que compartilham com seus filhos.

Conselhos de estimulação precoce dos bebês para os pais

1- Respeite o tempo de resposta do seu filho. Escolha um momento tranquilo para brincar com ele. Evite brincar com seu filho quando notar que ele está cansado, e sobrecarregá-lo de tarefas e de estímulos. 

2- Escolha objetos agradáveis ao tato, paladar, audição, e que sejam claro, seguros.

3- As brincadeiras devem ser acompanhadas de canções, palavras e sorrisos. De carinho e doçura, também.

4- A brincadeira deve ser algo prezerosa para os dois.

5- Aproveite o momento do banho para dar uma massagem no seu filho.

6- Use a música enquanto seu filho no carro ou em casa.

7- Brinque com livros com seu filho. Se é um bebê, existem livros de plástico, de pano, com odores e texturas distintas. 

8- Conte contos a seu filho antes de dormir. 

  • Problemas de aprendizagem das crianças
    Problemas de aprendizagem das crianças

    Os problemas de aprendizagem atingem a 1 de cada 10 crianças em idade escolar. São problemas que podem ser detectados em crianças a partir dos 5 anos de idade e constituem uma grande preocupação para muitos pais.

    • O que devem fazer os pais de filhos superdotados

      No caso dos pais percebam que seu filho tenha esse perfil, deverão tomar algumas providências. Segundo Linda Kreger Silverman, especialista do US Department of Education (Departamento de Educação dos Estados Unidos), os pais têm um papel fundamental no desenvolvimento dessas crianças. São eles os que devem entrar em contato com o educador da criança, a escola, e pedir uma orientação. Seguramente, depois de uma avaliação do caso, os docentes passarão a criança à observação de um orientador, e se for o caso, a um especialista. Se realmente se confirmar que a criança é superdotada, não a preocupe, porque receberão toda a orientação possível.

39 comentários

  • r
    ruth

    29/03/2013 02:48

    minha filha tem 1 ano e nao senta nem gatinha so fica de brusco e levanta a cabeça sera que e normal

    Avaliar
    Responder
  • e
    erika

    26/01/2013 16:18

    meu bb tem 10 meses e ainda não engatia nao tem muita firmesa nas perninhas,ate tenta sair do lugar mas trava.estou muito preocupada,

    Avaliar
    Responder
  • R
    Rayanne Pereira

    30/12/2012 07:40

    Bom Dia.
    Tenho um filho de 8 meses, e sinto a necessidade de estimulá-lo de alguma forma, por isso gostaria de saber quais os estimulos mais adequados para esta etapa de sua vida, também gostaria que me indicassem um site onde poderia está fazendo a compra de livros com odores e texturas, para seu melhor aprendizado, pois sinto que estou sendo falha na educação do mesmo. Já tentei fazer massagens na ora do banho mais tenho muita dificuldade pelo fato de que o mesmo fica muito inquieto até na hora de trocar a fralda é um maior sacrifício, ela não relacha em momento algum, queria que vocês me orientação como poderia mudar esta situação.
    Obrigada...

    Avaliar
    Responder
  • j
    jucylene

    21/12/2012 16:59

    minha filha tem 1 ano e 2 meses, e estou preocupada porque ainda não anda,adora engantinhar, se deixa passa o dia no chão.Mas quando tento pega nos bracinhos dela pra anda ela não quer nen sabe,ela começou a engatinha com 10 meses, é magrinha será se é por isso?porfavor me resposta se isso é normal

    Avaliar
    Responder
  • A
    Aline

    23/11/2012 05:24

    Olá, minha filha é muito observadora e esperta gostaria de dicas para estimulá-la pois sei que ela tem potencial para ir muito além. Segue histórico do desenvolvimento dela:

    - Com 3 meses ela virou de bruços;
    - Com 5 meses começou a interagir, gritando para chamar atenção das pessoas, parava de chorar quando ouvia suas propagandas ou musicas favoritas;
    - Com 6 meses foi para creche no primeiro dia já chegou se sentindo em \\\"casa\\\" até brigou com o menino que quis pegar um brinquedo dela, só foi necessário ficar com ela na creche o 1º dia;
    - Com 7 meses ela começou a engatinha e ficqar em pé segurando nos móveis.
    - Com 8 meses começou a falar as primeiras sílabas
    - Com 9 meses ela começou a andar segurando no móveis;
    - Hoje ela está com 10 meses e já dá uns 2 passinhos sem segurar em nada, já fala “maman”, “pae”, “dedê” e algumas outras que ainda não entendo direito. Sabe montar e fechar o portar leite dela que tem 3 peças; aprendeu a descer da poltrona escorregando o corpo.

    Pois é, esta é minha filha...

    Abraços!

    Avaliar
    Responder
  • f
    francisca

    25/07/2012 12:25

    eu tenho uma filha esta quase com 1 e cinco meses e ainda ñ anda é normal ? o qui devo faz.

    Avaliar
    Responder
  • D
    Daniela Macedo

    05/07/2012 21:38

    Ola! meu filho tem 1 ano e 2 meses e ainda nao anda e nao fala nada nen uma silaba e parece que tudo que aprende esqueçe estou muito preocupada nao sei se é normal.

    Avaliar
    Responder
  • c
    cibele laurencia

    22/06/2012 14:51

    Gostaria de receber receber ideias de atividades para estimulação de bebês de 0 á 18 meses. Também gostaria de fazer cursos de aperfeiçoamento na área será possivel

    Avaliar
    Responder
  • V
    Vilma Josefina Foppa Bassegio

    14/05/2012 05:07

    São dicas muito importantes Porém gostaria de atividades para trabalhar em sala de aula com bebes de 10meses a 14 meses, para desenvolver a motricidade, Fica logo o meu muito obrigada Vilma

    Avaliar
    Responder
  • c
    cida

    10/05/2012 11:11

    Minha filha tem 1 ano 1 mes e não fala nenhuma palava , resmunga muito, parece cantar as vezes, mas não fala nem mamae,papai. E normal

    Avaliar
    Responder

Página: 1 de 4 (39 Artigos) 1234››