O que você não deve fazer quando seu filho sentir medo

Não devemos ignorar os medos das crianças. Devemos ajudá-las a superá-los

Tão importante como saber o que fazer é o que NÃO se deve fazer quanto à superação do medo de uma criança. É muito importante que os pais respeitem e busquem entender os medos que seus filhos têm. Os medos são inevitáveis, mas controláveis se a criança conta com a confiança e a ajuda dos pais e responsáveis.

Conselhos para que as crianças superen seus medos

O que nao fazer quando as crianças têm medo

Sentir medo é algo natural na infancia. Tem gente que não deixa de tener medo nunca na vida. Os medos existen e estão aí, nao podemos exigir que as crianças não tenham medo. Temos que ajudá-las a entendê-los e a superá-los. Segue algumas idéias:

- Não assuste seu filho com histórias de ogros, fantasmas, bruxas, etc., principalmente antes de dormir. Você tem que dizer-lhe que esses personagens somente existem nos contos e filmes. 

- Não ria dos temores que seu filho expressa. Se o ridiculariza ou zomba do seu medo, diminuirá sua confiança. Frases como: “não seja bobo”, “crianças como você não devem ter medo disso”, ou “ não tem vergonha de ter esses medos...”, não contribuirão para diminuir o temor que ele sente. Pelo contrário, o desanimará a compartilhar seus temores contigo.

- Não transmita mais medo ao seu filho do que ele já tem. Ele necessita ter segurança e confiança. Não ignore seus medos. Não minta, por exemplo, dizendo-lhe que uma injeção não doerá ou algo parecido. Se mente sobre uma situação de medo, produzirá mais temor. Ajude-o a preparar-se para enfrentar a situação com verdade e honestidade. Se seu filho tem medo de ir ao colégio, ouça suas razões, leve-o à escola, visite e mostre sua sala de aula e diga-lhe o quanto irá aprender ali.

- Não obrigue seu filho a passar por situações que ele tem medo. Os medos não se superam enfrentando-se a situação de uma vez por todas. Em lugar de ajudar, algumas vezes isso intensifica o medo. Seu filho tem o direito de acostumar-se pouco a pouco com a situação que ele teme. Não o obrigue ver um filme do qual ele tem medo, ou que acaricie um cachorro que ele não gosta.

- Não transmita seus temores pessoais ao seu filho. Se você tem medo de aranhas, seu filho pode sentí-lo. A forma como você enfrenta seus próprios medos dará ao seu filho o padrão a seguir para enfrentar situações similares.

- Não o chame de covarde, ou infantil se o seu filho se mostra temeroso diante de qualquer situação. Não o ridicularize. Isso não o ajudará em absoluto. O fará sentir-se inseguro, necessitado de carinho, solitário e sem compreensão.

- Não o obrigue a afrontar seus medos sozinho. Isso é um enorme erro. Nunca obrigue seu filho a entrar no seu quarto escuro se ele não quiser fazê-lo. Você provocará um aumento da sua ansiedade e contribuirá para esse medo aumentar e até perpetuá-lo. Além disso, o sentimento de não ser capaz de enfrentar a situação não o deixará sentir-se orgulhoso de si mesmo.

- Não dê importância demasiada. Se cada vez que vê um cachorro, você se coloca entre seu filho e o animal e insiste que você o defenderá, a criança acabará pensando que todos os cachorros são realmente perigosos e não poderá superar seu medo.

- Não ignore os medos do seu fiho. Se assim o fizer, a criança se sentirá perdida e só. Não encontrará a forma de enfrentar o problema e perceberá da sua parte, desinteresse e falta de carinho e de atenção.

  • Medo do escuro das crianças
    Medo do escuro das crianças

    Medos das crianças. Um dos medos mais vivenciados e sofridos pelas crianças, principalmente entre os 3 e 8 anos de idade, é o medo do escuro. Não se conhecem as causas, mas tudo pode estar relacionado ao conhecimento próprio do desenvolvimento infantil.

    • Crianças que roncam
      Crianças que roncam

      Muitos adultos começaram a roncar na infância, inclusive desde o primeiro mês de vida. Se o seu bebê é pequeno e começou a roncar, é importante que escute seus roncos, observe suas frequências e esteja atento a outros sintomas.

76 comentários

  • s
    sam

    06/03/2016 07:46

    Quando eu era criança (5 anos) eu tinha muito medo de dormir ( ainda tenho) tinha medo de algo querer me pegar, chorava todas as noites e meus pais ( mae tinha 24 anos pai 31) me batiam com chinelo ou corriao teve vezes que eu era pega pelos cabelos e jogada no quintal em plena madrugada, as agressões eram piores quando minha irmã um ano mais velha acordava irritada com meu choros, isso continuou até aos meus 12 anos ( meus pais se odiavam e e se separaram quando eu fiz 6 ) aos 7 minha mãe tentou me esfaquar pq eu estava chorando e eu pedir ajuda a ela, tentei meu primeiro suicídio ( ao todo foram 5 ou 6 ) e fui diagnosticada com severa depressao, aos 12 fui espancada de deixar a marca do cinto no meu braço e foi pelas maos da minha mãe, passei a ter tanto medo de chorar por medo dela que eu comecei a entrar mais fundo no meu mundo de fantasia ( que foi criado aos 7 ) troquei dia pela noite lia tantos livros em uma noite as vezes escrevia sempre alimentando meu mundo imaginário. Hoje tenho 21 anos tenho medo de dormir mais não choro rs, ainda entro no meu mundinho, e todos os dias me pergunto o pq meus pais nunca sentaram para conversar comigo sempre q perguntavam oq eu tinha medo me ridicularizavam nunca ouve diálogo comigo apenas com minha irmã que tentou me proteger invao das agressões, o assunto nunca mais foi comentado e eu nunca perguntei o motivo. Estou escrevendo para que as mães não façam com os filhos o q fizeram comigo.

    Ps: todas as agressões físicas foram feitas pelo motivo de eu chorar por ajuda pois não conseguia dormir pela manha eu era humilhada pelo motivo de chorar a noite, meu pai me agrediu uma vez ( quando fui jogada no quintal e trancou a porta pra não entrar ) com ele era mais verbal como boboca infantil trouxa... após ele se divorciar ele não comentava o caso e pouco queria saber o que minha mãe fazia comigo so queria falar mal dela ele foi super ausente, eu tive tratamento psiquiatrico que minha mãe não deixou eu terminar e hoje eu sou super assustada desconfiada depressiva e nao acredito que haja cura para mim que nao seja a morte, mais eu sempre tento pais a ajudar suas crianças para q elas nao acabe como eu.

    Avaliar
    Responder
  • T
    Tânia

    14/12/2015 20:41

    A criança tem 6 anos, é tem medo de se sentar no vaso, pois é ressecado e reclama de dor ao evacuar, sua mãe ja tentou de todas as formas a convence-lo a se sentar mas não tem acordo a criança acaba fazendo suas necessidades em pé. O que fazer e qual profissional procurar?

    Avaliar
    Responder
  • d
    dudinha.hatab

    Valoración usuario

    Valoración:

    30/11/2013 00:21

    Olá adultos vou me apresentar meu nome e Maria Eduarda Hatab do Nascimento tenho 10 anos e vou falar sobre um medo q começou ontem,um menino chamado Enrick dos Santos Gonsalves entrou no meu faceboock e xingou meus amigos e falou q iria fazer sexo selvagem com migo e oral :/ eu n conheço ele so q ele falo q era meu ex namorado ai meu amigo chamado Arthur Batista de Sousa falou q era meu Atual namorado ai o Enrick xingo ele e reclamou ai ele saiu e eu entrei no face e meus amigos falaram q era eu esse tal de Enrick so q falei q n era eu ai ele falo q era da minha escola e eu tb falei ai o Arthur falo para minha prof hj sexta-feira 29/11/13 eu faltei a aula e o arthur falo para minha prof sobre o enrick e a prof foi falar com a cordenadora e ai ela falo q esse tal de Enrick nao tem nenhum na minha escola ai blz ai minha amiga a mariana falo no face bem assim -de q sala ele e eu falei oq ele tinha me dito -ele e do outro predio e ela falou -mentirosa a rebeca(coordenadoura da escola)falou q n tem nenhum enrick na nossa escola e eu falei q ele q tinha me falado ai venho minhas outra amigas e amigos e começou a ficar me xingando respondendo e etc.. so o meu amigo Rodrigo me ajudou eu falei para ele q n iria pra escola nunca mais :/ ai ele me falou - se vc n for vou ficar mt triste com vc eu falei ta bom so por vc e pelo meus estudos ai eu n consigo tirar esse medo pf me ajude eu tenho q ver como ir para a escola segunda
    Grata Maria Eduarda

    Avaliar
    Responder
  • d
    dudinha.hatab

    Valoración usuario

    Valoración:

    30/11/2013 00:11

    se ela ver um cao ou gato vc fexa os olhinhos dela e fala bem assim DEUS ESTA COM TIGO MINHA FILHA ou se n funsionar vc pega um cao ou gato e coloca na frente dela e bem devagar pega sua maozinha e coloca atras do pescoço do gato/cao e segura a boca do cao ou gato

    Avaliar
    Responder
  • Z
    Zitabsilva

    23/05/2013 02:32

    A minha filha tem 5 anos.
    Ela tem pavor de cães e gatos. Quando vê um cão no final da rua já começava gritar sem controlo p causa do cão.
    Já n sei o K fazer?

    Avaliar
    Responder
  • E
    Erica

    20/05/2013 18:39

    tenho uma filha q vai fazer 2 anos,e dias atras recebemos uma visita em casa de uma amiga minha e a filha dela com 1 ano só que a menina começou a chorar e minha filha estranho a reação da criança desde entao toda vez que chega perto de qualquer criança ou pessoas adultos que ela não costuma ver chora sem parar.o que eu faço..?o aniversario dela ta chegando e temo dela estranhar todos os convidados

    Avaliar
    Responder
  • t
    tatiane

    13/05/2013 17:45

    minha filha tem 2 aninhos e morre de medo de bexiga,e vou fazer o aniversario dela e não sei como vai ser sem bexiga...

    Avaliar
    Responder
  • c
    claudia

    04/05/2013 01:25

    Minha filha de 5 anos jogou um joguinho no computador, educativo até mas disse que sentiu medo e teve um pesadelo. Agora ela tem medo de dormir e chora quando sente sono e as vezes quando chegamos em casa a noite ela já chora dentro do carro...o que fazer?

    Avaliar
    Responder
  • e
    eliane garreto

    01/05/2013 02:10

    Oi meu nome é eliane, tenho uma filha de 12 anos que tem muito medo de dormir só. Ela sempre dormiu comigo,só que eu casei a dois anos e ela teve que dormir só. O que devo fazer?

    Avaliar
    Responder
  • e
    eliane garreto

    29/04/2013 01:29

    olá meu nome é eliane, tenho uma filha de 12 anos que não consegue dormir sozinha. ela sempre dormiu comigo só que agora casei e ela passou a dormir em quarto separado. o que fazer?

    Avaliar
    Responder

Página: 1 de 8 (76 Artigos) 12345678››