Tirar as fraldas das crianças: um desafio para os pais

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Quando e como tirar as fraldas do nosso filho é uma das dúvidas mais generalizadas, porque realmente dar uma resposta a essas perguntas depende da singularidade de cada criança. Antes dos dois anos, não é conveniente começar com o controle de esfíncteres, já que controlar o xixi e o cocô requer certa maturidade física e um interesse por parte da criança em dar esse passo. 

Como despertar o interesse das crianças em tirar as fraldas

tirar-as-fraldas-das-crianças-um-desafio A 

Todos os pais buscam truques ou seguem recomendações para conseguir o êxito de que seus filhos façam suas necessidades no vaso sanitário. Que condutas a gente deve potencializar ou como podemos motivar aos nossos filhos na hora de despertar o seu interesse em tirar as fraldas

- Imitação. A criança imita as condutas dos irmãos mais velhos e dos pais. Quando vir que todos vão ao banheiro ele também irá querer repetir o ritual que os outros fazem. 

- Convite. Com crianças os pais devem sempre lembrá-los e facilitar-lhes momentos para experimentar sentados no vaso sanitário ou urinol. 

- Segurança. A criança tem que se sentir segura. Para isso é necessário um urinol ou um adaptador, em definitivo, para um bom acesso ao banheiro. 

- Comodidade. A criança necessita independência na hora de baixar ou subir a calcinha, cueca ou calças, por isso é bom que a gente escolha roupas cômodas para serem retiradas. 

- Consciência. A criança tem que reconhecer quando faz xixi, para o qual é imprescindível tirar-lhe as fraldas, pois se sentirá molhada e incômoda. 

- Motivação. Fazer-lhe sentir ‘mais velha’ e felicitar-lhe pelas suas conquistas. 

- Diversão e autonomia. A criança deve se limpar sozinha com papel higiênico, dar descarga depois de ter visto o que saiu do seu interior, dar um ‘adeus ao cocô’ ou alguma outra fórmula que lhe faça sentir protagonista. 

- Escolha do momento. Temos que evitar situações de mudanças ou nervosismo: A estabilidade, o relaxamento e o bom tempo ajudam com que o nosso filho consiga o objetivo. 

Mirna Santos

Redatora de GuiaInfantil.com