Os cuidados com os cabelos do bebê

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Que cabelinho mais suave os bebês têm! Para mim se parece com umas plumas de um pequeno pássaro. O primeiro cabelo do bebê pode mudar ou cair rapidamente. Muitas vezes nada tem a ver com o cabelo definitivo; lembro que minha sobrinha nasceu com um cabelo negro e bem enrolado, em pouco tempo mudou de tal maneira que parecia outra criança diferente.

Muitas crianças nascem carecas, outras mostram ao nascer uma linda cabeleira ou uma tímida melena. A partir dos três ou quatro meses, quando nosso bebê fique menos tempo deitado, a sua cabeleira ficará mais homogênea, sem ‘buracos’ devido o atrito com o colchão. 

Cuidados diários para o cabelo do bebê

os-cuidados-com-os-cabelos-do-bebê A

Essa penugem pode requerer o mesmo cuidado que o resto do corpo do bebê. O sabonete empregado, que tem que ser suave, neutro e que não cause danos aos olhos pode ser usado tanto no corpo como na cabeça e não necessita de muitos mais cuidados quanto à sua higiene até que troquem de cabelo. O penteado diário do bebê depois do banho é um bom remédio para combater ou minimizar a produção da crosta láctea, excesso de gordura do couro cabeludo, que em muitos casos pode ser abundante e inclusive chegar a se estender a outros lugares da cabeça. É melhor pentear nosso bebê com um pente (melhor do que com uma escova), e este tem que ter as pontas arredondadas e macias para não machucar o couro cabeludo. 

Ainda que recém-banhados, é maravilhoso colocar o pijaminha no seu bebê e passar um pouco de água de colônia nele, a gente deve evitar passar no cabelo ou na pele, já pode perder o brilho. Se você quiser deixar o seu bebê cheiroso é recomendável que passe a colônia apenas nas roupinhas.   

Quando o nosso bebê for um pouquinho mais velho, as mamães são tentadas a fazer um penteado primoroso, ainda mais quando são menininhas. Existe uma variedade de penteados, dependendo da quantidade de cabelo que dispomos para pentear. Ainda com pouquinho cabelo é possível ver algumas princesinhas desfilando com um delicado e feminino laço ou florzinha presa com uma presilha; outras mostram uma preciosa franja e outras com pequenos rabos de cavalo. 

O mercado de laços, faixas, presilhas, grampos, passadeiras, chapeuzinhos e toucas é muito variado para as nossas pequenas e tem para todos os gostos e todos os tipos de cabelos, crespos ou lisos, pouco ou abundantes. Eu nunca consegui colocar um enfeite no cabelo da minha filha, pois o seu cabelo era muito fino e escorrido, e, além disso, ela não consentia que a gente colocasse nenhum enfeite, nem sequer um gorrinho para protegê-la do sol.

As presilhas acabavam escorrendo dos seus cabelos ou ela as tirava para colocá-las na boca; qualquer enfeite que eu fazia nela não demorava mais que três segundos para ela destruir, assim que optei em deixá-la com os cabelos soltos que não incomodasse seus olhos. Ainda que as menininhas fiquem preciosas com enfeites ou adornos nos seus cabelos, fazê-lo de maneira continuada pode causar-lhe incômodo no couro cabeludo, e se são pequeninas, sem dúvida, é preferível que fiquem sem enfeites que possam tirar com facilidade e causar riscos de engasgos, já que todos os bebês são ‘viciados’ em levar tudo à boca, incluindo os enfeites dos seus penteados. 

Patro Gabaldon

Redatora de GuiaInfantil.com