As crianças necessitam saber o que os seus pais esperam delas

Vilma Medina

Vilma Medina

Cada lar, cada família tem suas normas e seus limites, mas existem responsabilidades, hábitos e costumes universais que são muito importantes que os pais ensinem e exijam dos filhos para que eles saibam o que se espera deles. Meus pais sempre tinham regras muito claras em casa, por exemplo, jamais eu e meus irmãos poderíamos dormir brigados, nunca começávamos a comer sem que todos estivessem à mesa, tínhamos sempre que rezar antes de dormir... E assim, um montão de pequenas normas que hoje passamos aos nossos filhos. 

O que fazer para que as crianças respeitem suas normas

As crianças necessitam saber o que os pais querem delas

Para conseguir que as crianças respeitem as normas da família, é aconselhável repeti-las quantas vezes seja necessário ou até que os filhos as aprendam e assimilem. Hábitos como escovar os dentes, lavar as mãos antes das refeições, fazer os deveres escolares, tomar banho, ir para a cama, devem ser repetidos todos os dias. 

Existem pais que, com a desculpa de não terem tempo ou que estão cansados, deixam de corrigir ou exigir dos filhos. Sabe o que vai acontecer? As crianças crescerão sem fazer caso às normas e sem aplicá-las no seu dia a dia. Não deixe de corrigir, insistir e educar aos seus filhos. Se for necessário repita uma ordem mil vezes. O importante é que a criança converta essas normas num costume ou hábito. 

Os pais devem educar as crianças para que respeitem os limites e as normas impostas em casa, desde muito cedo. As crianças não devem obedecer e seguir as normas da escola? Em casa, da mesma forma. Não se trata de ser um pai ou uma mãe autoritária, mas ter autoridade diante dos seus filhos. Existem alguns truques para que os pais exijam o respeito dos filhos às suas normas, sem que isso soe como uma ameaça ou uma repressão:

- Aplicar disciplina e limites às crianças. Ser firme e persistente. Não deve ceder aos choros e birras dos pequenos. 

- Educar a vontade das crianças. Não fazer tudo o que elas querem. 

- Dar o exemplo. Se não quiser que seus filhos te gritem, não grite com eles. 

- Ser pai e mãe. Não só amigo. 

- Determinar e aplicar consequências quando a criança não obedece nem segue as normas. 

Vilma Medina
Diretora de GuiaInfantil.com

Uma boa comunicação em família

Uma boa comunicação em família

Uma boa comunicação, une a família. É claro que não existe uma regra básica para melhorar a comunicação em uma família. Cada família é um mundo distinto, uma linguagem única. O que deve existir, como meio de melhorar a comunicação, é a vontade, o interesse, e a disponibilidade por parte dos pais, e que esse espaço seja criado e vivido intensamente, na medida do possível.

A falta de disciplina nas crianças

A falta de disciplina nas crianças

A falta de disciplina nas crianças tem gerado uma geração sem limites e sem respeito. Como se pode disciplinar e estabelecer limites aos filhos? O que acontece se nao disciplinamos aos filhos?

Como não perder a paciência com as crianças

Como não perder a paciência com as crianças

A paciência é a capacidade que vai nos permitir tolerar uma determinada situação sem perder a calma nem se alterar. Existem pais que de forma inata já a possuem e outros que, por falta de tempo ou porque são mais impulsivos a que custa adquirir e querem que determinados comportamentos aconteçam de forma imediata ou o que consideram um tempo prudente para que aconteçam.

7 perguntas para saber realmente como a criança foi na escola

7 perguntas para saber realmente como a criança foi na escola

Existem crianças que adoram falar e contam tudo quase sem que a gente precise perguntar todo tipo de detalhes do seu dia a dia e são capazes de relatar o que aconteceu com ela, com seu melhor amigo e com a sala ao lado, mas como podemos saber quando a criança não gosta de dar explicações?

A importância de promover o vínculo com o bebê

A importância de promover o vínculo com o bebê

Em todo o reino animal são os laços afetivos e táteis entre mães e filhos os que asseguram as boas interações e um correto desenvolvimento futuro. Esse momento crítico de vinculação sucede ao momento do parto ou minutos e inclusive horas depois dele. Se a mãe permanece separada da sua cria durante esse momento é frequente que quando o volte a ver, esta o rejeite.

A linguagem de pais e filhos

A linguagem de pais e filhos

A linguagem é o primeiro sistema de sinais que o bebê emprega para se relacionar com o seu meio e para aprender do que lhe rodeia. Desde a idade mais precoce a criança aprende a identificar os sons e o seu significado, inclusive a distinguir o tom com que se fala. Aos nove meses, o bebê sabe se seus pais estão chateados ou se lhe tratam com afeto e carinho.

0 comentarios