O despertar do senso crítico nas crianças

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Pode-se dizer que uma imagem vale mais que mil palavras. Isso se percebe, por exemplo, no dia a dia de quem convive com crianças. Muitas vezes, somente um conto não basta para elas. As crianças pedem imagens e mais do que isso, viver momentos e conhecer os feitos com os seus próprios olhos. Os olhos das crianças são como janelas para o aprendizado, pelos quais passam toda a informação que recebem e que um dia se convertem em opinião, e que mais tarde acabarão formando o seu senso crítico. 

Como estimular o pensamento crítico das crianças 

O que é pensamento crítico? É a habilidade que alguém adquire para raciocinar, resolver problemas e tomar decisões. É pensar com lógica e perguntar para encontrar a melhor explicação para um tipo de situação ou acontecimento. Fazer com que uma criança tenha um pensamento crítico deve ser responsabilidade dos pais e educadores. As crianças que têm os seus pais como exemplo, podem até herdar os pensamentos e as opiniões deles. Elas podem considerá-las, mas elas devem ter seus próprios pensamentos. Como conseguir isso? 

Existem alguns exercícios que podem induzir a capacidade das crianças em ter um pensamento crítico. Aliás, são extremamente necessários que sejam empregados durante a infância, já que quanto mais velhos eles se tornam, mais difícil será para eles adquirirem o senso crítico. Para estimular o pensamento crítico nas crianças é necessário que consideremos algumas coisinhas: 

1 – Os pais são os grandes mestres no tema, o exemplo a ser seguido pelas crianças. 

2 – Quando as crianças fizerem alguma atividade em casa ou fora de casa (acampamento, um trabalho manual, leitura de um livro, brincadeiras), assim que terminar, os pais devem perguntar a elas sobre suas opiniões, ou seja, do que gostaram e do que não gostaram. 

3 – Incentive as crianças a brincarem com perguntas e respostas. Existem jogos de associação para que as crianças relacionem imagens e texto. Exemplo: jogos com peças e cartas sobre a natureza, animais, cores, etc. 

4 – Estimule seu filho a ler de tudo: livros, revistas, jornais. Isso exercita sua compreensão. Após a leitura, pergunte a ele sobre o que leu e se ele está de acordo com o que viu. 

5 – Não deixe as crianças sem resposta. Existe uma idade em que elas são muito curiosas e insistentes com os porquês. Se você não souber respondê-la no momento, diga-lhe que logo o fará, mas jamais deixe a criança sem resposta. 

6 – Ensine as crianças a identificarem formas, cores, tamanhos, etc. Peça a elas, por exemplo, que identifiquem imagens em uma folha de papel. Com as crianças menores, pode-se brincar de encontrar objetos em recipientes grandes. Quando a criança encontrar, peça a ela que descreva o que encontrou. 

Nos últimos anos, o poder de comunicação aumentou consideravelmente em todo o mundo. Hoje podemos saber sobre um acontecimento na mesma hora em que ele ocorre. Tudo isso influencia no senso crítico das crianças. Minha filha sempre se choca quando vê imagens de crianças com fome, de guerras, de movimentos populares, e eu aproveito para falar com ela sobre esses assuntos. O que eu tento é fazer com que ela fique com os olhos bem abertos, observar as suas emoções e reflexões e incentivar sua capacidade de compreender e interpretar cada acontecimento. 

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com