As 7 coisas que mais chateiam os pais em relação aos filhos

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Os filhos são capazes de nos colocar à prova como ninguém. Se alguma vez você pensava que tinha uma paciência infinita ou que tinha um caráter tranquilo, nada melhor que viver a maternidade ou a paternidade para se dar conta que sua personalidade pode mudar radicalmente quando existem crianças pelo meio. Eles são capazes de tirar o melhor da gente, mas também têm uma capacidade incrível para elevar o nosso nível de estresse até o limite.

Que coisas as crianças fazem que chateiam os seus pais

as-7-coisas-que-chateiam-os-pais-nos-filhos A

Há alguns dias eu almocei com várias amigas, todas elas mães de crianças entre 3 e 8 anos e estivemos falando das travessuras que elas tinham feito. Dessa conversa saíram as coisas que mais nos chateiam habitualmente em relação aos nossos filhos. Curiosamente, a gente concordou nas mesmas opiniões:

1 – A desobediência: isso de ter que falar 10 vezes a mesma coisa, encabeça a lista de quase todos os pais. A gente não se conforma com a ‘surdez transitória’ dos nossos filhos quando se trata de obedecer.

2 – Quando não comem: as crianças inapetentes nos desesperam. Ter que inventar mil artimanhas, besteiras e truques para que, finalmente, comam dois pedaços de carne e um pouco de salada é um desafio para nós, mães.

3 – Quando te fazem chegar tarde: para sair de casa com crianças é necessário prever com antecedência e calcular uns 15 minutos de folga para conseguir sair no horário. Como nem sempre é possível, essa paciência e tranquilidade nem sempre acaba bem. 

4 – As birras: é fácil dizer que os pais devem ficar calmos e não dar muita atenção às birras dos filhos. Pode ser que a gente consiga que assim pareça diante dos demais, mas por dentro, o aborrecimento e a ira se apodere da gente quando o nosso filho começa a chutar, gritar ou se jogar no chão em determinado momento.

5 – As brigas entre irmãos: têm irmãos que com a mínima coisa já estão brigando, dando beliscões um no outro ou discutindo. Ter que intervir e mediar a paz entre eles mesmos constantemente contribui para que a gente fique aborrecido.

6 – Quando escapam da sua mão: podem fazê-lo nos momentos mais inoportunos, como quando você atravessa uma rua ou quando está num shopping superlotado

7 – Quando não querem ir dormir: o seu corpo e sua mente já estão em estado catatônico, mas as crianças parecem ter pilhas recarregáveis, e não vêem o momento de ir para a cama. Quando saem do quarto ou se negam a dormir no final do dia nos enerva.

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com