Como preparar as crianças para a chegada de um irmãozinho

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Quando você já tem um filho e descobre que está grávida, sabe muito bem o que é isso e o que representa na sua vida, mas o que a maioria das mães não se dá conta é realmente o que um irmão vai representar para a vida do primogênito da família

Talvez quando você era pequena, tenha vivido uma situação similar, mas com certeza não se lembrará. Eu, como primogênita, não me lembro, ainda que isso não deva ser muito agradável, o ter que ‘renunciar à coroa’.

Os filhos devem ser envolvidos em tudo

como-preparar-as-crianças-chegada-irmãozinho A

Creio que com o diálogo se pode fazê-lo, além de solucionar muitas situações difíceis ou complicadas da vida. Nada como uma boa conversa para explicar ao primogênito que a família vai ter um novo integrante. Prepare o seu filho para a chegada do irmãozinho

- Dar com alegria a feliz notícia e comunicar à criança que, em breve, vai ter um irmãozinho. O jeito e o tom de fazê-lo dependerão muito da idade que o seu filho tiver. Se for muito pequeno, o melhor é dizer-lhe que a sua barriga vai começar a crescer porque ali está crescendo um irmãozinho para ele. Quando a criança for maior e capaz de compreender muitas coisas, a melhor coisa é envolvê-la e convencê-la das inúmeras vantagens que é ter um irmão.

- Estimular a criança a colaborar. Peça ao seu filho que cante ou que fale com o seu irmão que ainda está dentro da sua barriga, para que o bebê vá conhecendo sua voz e seus gostos. Além disso, faça-o participante do crescimento do feto. Mostre a foto (ecografia) do seu pequeno irmão, peça sua ajuda para escolher o nome do bebê, para comprar sua roupinha ou decorar o seu quarto. É aconselhável também que oriente ao seu filho para que compre um presente para o seu irmãozinho.

- Os ciúmes são inevitáveis, mas se pode aliviá-lo transmitindo ainda mais afeto e segurança ao primogênito. Procure fazer que sua vida seja a mesma de sempre. Conserve o hábito de acompanhá-lo ao parque, de contar-lhe contos, e por nenhum motivo, você deve recriminá-lo quando tiver um ‘ataque’ de ciúmes. Não se esqueça que a chegada de um irmão é uma mudança muito dura para ele e que o bebê que você está esperando virá a somar e não a subtrair.

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com