A maioria das crianças bilíngues gagueja

Vilma Medina

Vilma Medina

Na minha escola tinha um menino que gaguejava. Ele gaguejava tanto que parecia que às vezes parecia que estava zombando dos demais. Eu ficava impressionada com sua dificuldade para gesticular com fluidez as palavras, e muitas vezes eu tentava ajudá-lo completando a palavra que tentava dizer. Os especialistas em gaguejo infantil dizem que isso é um erro. E, além disso, revelam que o bilinguismo infantil pode levar a criança a gaguejar. 

A gagueira em crianças que falam dois idiomas

a-maioria-das-crianças-bilíngues-gagueja A

O estudo feito por uma equipe de pesquisadores britânicos revela que as crianças que falam mais de um idioma antes dos 5 anos são muito mais propensas a gaguejar e podem ter problemas para superar esse transtorno da fala. 

Foram estudados 317 casos de crianças com gagueira residentes em Londres e nos seus arredores, que buscaram um fonoaudiólogo  quando tinham entre 8 e 10 anos. Três de cada quatro crianças era bilíngue. Além do inglês a criança falava um segundo idioma em casa. Das crianças bilíngues, quase 61% gaguejava e somente 26% não apresentavam esse transtorno.

Os que gaguejavam o faziam em dois idiomas. E, na maioria, o transtorno começou quando eles tinham 4 anos. 75% das crianças que não gaguejavam usavam o segundo idioma em sua casa, enquanto os demais falavam os dois idiomas, provavelmente porque seus pais falavam idiomas diferentes. Isso significa que se uma criança utiliza somente um segundo idioma em casa, antes dos 5 anos, a probabilidade de que comece a gaguejar seja menor. 

O estudo revela que o transtorno afeta mais os meninos do que as meninas, numa relação de quatro varões para cada mulher. E, ainda que a gagueira não tenha afetado o rendimento escolar das crianças, os pesquisadores insistem que é necessário que se diagnostique a gagueira o quanto antes, para que as crianças não desenvolvam baixa autoestima, insegurança e outras dificuldades. 

A gagueira não é uma doença, mas sim uma alteração e uma dificuldade da fala que afeta a 1% da população escolar, entre 2 e 5 anos de idade. 

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com

Gagueira o gaguez infantil. Disfemia nas crianças

Gagueira o gaguez infantil. Disfemia nas crianças

Gagueira infantil. Por que algumas crianças têm gagueira? Cerca de 5 por cento das crianças, entre dois e quatro anos de idade, apresentam episódios de gagueira.

Como devem agir os pais diante da gagueira dos filhos

Como devem agir os pais diante da gagueira dos filhos

O que os pais não devem fazer diante da gagueira das crianças. Respeito e paciência sao dois grandes conselhos para que a familia considerem na hora de lidar com um filho ou irmão com gagueira.

Os professores e a gagueira das crianças

Os professores e a gagueira das crianças

Os professores e a gagueira das crianças. Conselhos para que os professores possam ajudar as crianças gagas, na aula. O papel dos professores diante da gagueira infantil.

Como introduzir o inglês ao bebê

Como introduzir o inglês ao bebê

Atualmente todos os pais conhecem a importância de introduzir o inglês ao bebê e estão sofrendo uma avalanche de informação sobre a importância que o nosso filho tenha que falar inglês de forma bilíngue no futuro. Portanto, conhecemos um grande número de motivos pelos quais a criança deveria ser bilíngue e isso ainda sem ter conhecimento dos grandes benefícios e vantagens do bilinguismo para a criança.

A língua materna é a primeira que os bebês aprendem

A língua materna é a primeira que os bebês aprendem

Desde que nascemos até morrermos, sempre haverá uma língua com a qual falaremos e nos identificaremos. Será nossa língua materna, a que aprendemos desde muito pequenos, a que falam nossas mães, nossos pais... As línguas são nossa herança, nossa identidade, por isso é tão importante a língua materna, já que é a primeira que reconhecemos quando somos bebês, inclusive quando nos encontrávamos no ventre materno.

0 comentarios

Ad