Uma criança tentou parar uma manifestação contra o matrimônio igualitário

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Um menino está sozinho contra uma multidão que avança contra ele. Essa imagem deu a volta ao mundo, através de uma foto feita pelo jornalista Manuel Rodríguez durante a caminhada em Celaya, México, da Frente Nacional da Família, que protestava contra o matrimônio igualitário. O que essa foto tem de especial para ter viralizado? É o valor da coragem em estado puro. 

A fotografia de uma criança que tentou impedir uma manifestação no México

uma-criança-tentou-parar-uma-manifestação A 

Aproximadamente 1 milhão de pessoas em mais de 27 estados do México participaram na marcha convocada pela Frente Nacional pela Família contra o matrimônio igualitário e pela adoção por parte de casais do mesmo sexo. O casamento homossexual tem sido recentemente legalizado em alguns estados mexicanos. Pais, filhos e representantes religiosos avançavam em Celaya protestando contra essa medida quando um menino cruzou o seu caminho. 

A criança de 12 anos se colocou em frente às 11 mil pessoas que marchavam e estendeu seus braços e com esse simples gesto realizou seu protesto pacífico. E o que fazia um menino enfrentando tanta gente? Muitas pessoas perguntaram isso ao menino que respondeu: ‘eu tenho um familiar que é gay e não quero que odeiem a ele’. 

Mais além das crenças políticas e religiosas de cada um ou do posicionamento contra a lei do casamento homossexual de cada um, a gente não quer discutir. O que queremos destacar aqui é o valor da coragem que esse pequeno demonstrou. Um valor fundamental que tem aqueles que lutam para conseguir seus sonhos ou suas metas e os que os conseguem. Um valor que a gente pode ensinar aos nossos filhos. 

Como ensinar às crianças a serem valentes

Existem pessoas que têm uma grande coragem e outras que não. Acaso isso é inato ou se aprende? A personalidade de cada um vem determinada em grande medida pelo meio e pela educação que recebe e a gente pode ensinar uma criança a ser valente. Como? 

- Com o exemplo: mostrando aos filhos com ações e não com palavras que os medos só nos freiam e não nos deixam avançar. 

- Estimular sua autoestima: educando as crianças para que tenham confiança em si mesmas e garantir que sua autoestima esteja alta. 

- Sem superproteção: criando um clima de liberdade onde deixamos que as crianças aprendam e experimentem sem protegê-las em excesso. 

- Educar com valores: ensinando-lhes a serem solidários, generosos e bondosos com os demais. 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com