Como ensinar as crianças a debaterem

Conselhos para ajudar a criança a participar num debate com êxito

Vilma Medina

Vilma Medina

Debater é discutir com duas ou mais pessoas sobre um ou vários assuntos expondo suas idéias e defendendo suas opiniões e interesses. O moderador será encarregado de dirigir e controlar o debate, de repartir os tempos e dar turnos de palavra a cada oponente. Os participantes se agruparão segundo a postura que vão defender. 

Para expor o argumento principal de um debate ser farão turnos, de tal maneira que cada participante possa expressar o seu ponto de vista num tempo determinado que será o mesmo para todos. Mas, como ensinar tudo isso às crianças? Com esses conselhos fantásticos. 

10 conselhos para ensinar as crianças a debaterem com êxito

como-ensinar-as-criançasa-debaterem A 

Para debater temos que levar em conta algumas recomendações: 

1. É essencial estar bem informado sobre o tema a debater e decidir a postura que vamos defender. Investigar e preparar o debate é nos assegurarmos também de entender a postura contrária para poder responder acertadamente e esclarecer dúvidas. 

2. Fazer uma breve e lógica exposição da nossa postura e as razões pelas quais apoiamos a mesma, baseando-nos em evidências, estatísticas, juntando provas e fontes confiáveis. O tempo é ouro em um debate e é melhor utilizar de intervenções curtas e claras e não nos alongarmos nas nossas exposições. 

3. Falar com voz amena e com um volume suficientemente alto fará com que prestem atenção mais na gente, pois uma voz monótona levará ao aborrecimento e o entendimento será ruim. 

4. Fazer perguntas e responder ás réplicas dos nossos oponentes. 

5. Se for possível, tentar dar a volta aos argumentos do nosso oponente e usá-los contra ele. 

6. Não devemos monopolizar a conversa para que haja intercâmbio de idéias; para isso cederemos a palavra ao nosso oponente quando for adequado. 

7. Evitar repetir os mesmos argumentos e usar bordões constantemente fará com que nos escutem com mais interesse. 

8. Devemos ter claro que em um debate se atacam os argumentos principais dos nossos oponentes e nunca às pessoas. 

9. Não nos excitarmos. Manter a calma, não erguer a voz nem gritar, ser razoáveis, são coisas fundamentais para fazer um debate com êxito. Todos nós sabemos que existem programas de televisão e rádio em que se realizam debates onde falam todos de uma vez, gritam, se chateiam, faltam ao respeito uns com os outros, e mais parece uma briga de galo do que um debate. Um debate sempre deve ser civilizado e não uma forma de intimidar. Se gritarmos e perdermos o controle só demonstraremos ao nosso oponente nossos pontos débeis e falta de educação. 

10. Se utilizarmos argumentos baseados nas emoções, falarmos com segurança, gesticularmos e mantivermos um contato visual com o nosso oponente, a gente desfrutará e nos apaixonaremos com a nossa exposição. Sem dúvida faremos com que prestem mais atenção na gente e o debate será mais exitoso. 

Como ensaiar com as crianças um debate

Trata-se de falar inteligentemente para convencer o nosso oponente da postura que defendemos e nunca impor nossa idéia a todo custo. Argumentar com lógica, fazer boas exposições e desfrutar são bases essenciais para ganhar um debate. 

No caso em que se realize um debate para crianças pequenas é essencial escolher um tema que seja atrativo e de interesse para elas. Far-se-ão grupos de acordo com a postura que vão defender; será nomeado um moderador e o restante das crianças pode ser o público. 

- A criança ou adulto que vier a ser o moderador abrirá o debate com uma breve exposição do tema sobre o que se irá debater e apresentar as regras que terão que seguir durante o mesmo. Trata-se de escutar e aprender uns com os outros. 

- Levantarão a mão para pedir a sua vez e o seu turno de palavra e deverão esperar pacientemente até que o moderador indique que podem falar. Em caso algum se admitirá provocações ou insultos sob pena de expulsão. 

- Com o debate buscaremos com que as crianças participem ativamente para que pouco a pouco vão desenvolvendo seu senso crítico. Incentivaremos o trabalho em equipe, o respeito e a disciplina. Deixaremos muito claro que as regras acordadas no início do debate sejam respeitadas. 

Por último, levar em conta, que sempre se aprende algo de um debate e devemos felicitar ao nosso oponente se for vencedor. 

Para acabar eu deixo uma frase: ‘Na vida são tão importantes suas palavras como a forma com que as dizes’. 

Marisa Alonso Santamaría

Poetisa

O que fazer quando a criança quer discutir

O que fazer quando a criança quer discutir

Quando uma criança de 4 ou 5 anos rebate o que o seu pai ou sua mãe diz não é que seja desobediente. Ela só quer impor o seu critério diante dos demais porque continua crendo ser o centro do mundo e que tem a verdade absoluta.

5 idéias para que as crianças aprendam a ser pacientes

5 idéias para que as crianças aprendam a ser pacientes

A paciência ou a capacidade de esperar é um valor que pode e deve ser ensinado desde a primeira infância. A paciência é uma virtude e uma habilidade que ajudará as crianças a conviverem adequadamente com as demais, a ter calma, evitar o nervosismo, agonias e impulsividade, entre outras coisas.

5 conselhos para controlar a impulsividade nas crianças

5 conselhos para controlar a impulsividade nas crianças

As crianças muito impulsivas são aquelas que têm birras muito longas, não conseguem respeitar as regras do jogo ou quando querem algo, querem naquele momento e faz um escarcéu porque não aceita um não como resposta. Saiba o que os pais podem fazer para administrar essa impulsividade e a falta de controle nas crianças.

Educar as crianças na assertividade

Educar as crianças na assertividade

A educação das crianças não deve esquecer a importância de desenvolver suas habilidades sociais. É fundamental que os pequenos da casa aprendam a se comportar de forma assertiva, ou seja, que sejam capazes de defender suas opiniões e idéias e a expressar suas críticas sem causar dano aos demais.

O sentimento de frustração nas crianças

O sentimento de frustração nas crianças

Na medida em que os meses passam a criança irá querer ser mais independente, porque ainda que os pais sejam o principal ponto de referência e apoio para a pequena, pouco a pouco ela irá se dando conta que é um ser independente e vai querer começar a marcar sua identidade. É nesse momento que aparecem as frustrações na vida da criança.

0 comentarios