Adoção en Guiainfantil.com Brasil

Adoção

A adoção segundo a idade das crianças

Os filhos adotados durante sua infância experimentam a dor da separação de seus pais biológicos. Durante as primeiras etapas de comunicação, os pais têm uma perfeita oportunidade de começar a compartilhar com a criança o tema da adoção de uma forma tranquila e cômoda, para construir assim os cimentos de futuros diálogos.

Adoção de um filho

Filhos adotados. Pais e mães que querem adotar um menino ou uma menina. Se está pensando em ter filhos, e o caminho escolhido for a adoção, o primeiro é informar-se acerca dos trâmites que terá que realizar. Desde o ponto de vista jurídico, a adoção se trata de um conjunto de direitos e obrigações derivados do processo e a situação de filiação.

Ajude seu filho a entender a adoção

A adoção: como explicá-la aos filhos. Antes de querer que seu filho se aceite como filho adotado e que compreenda, melhor explicar, através de contos, o que é a adoção. É necessário deixar claro que adotar é apenas uma forma a mais de ter um filho. Como esse contexto existe uma infinidade de contos. Logo, se parte do seu filho o interesse em saber como e onde nasceu, etc, há que explicá-lo pouco a pouco, segundo sua curiosidade e grau de entendimento.

Dizer a verdade ao filho adotado

Os especialistas recomendam que sejam os pais que informem à criança a verdade da adoção. Os pais de uma criança adotada se perguntam se devem dizer à criança que ele ou ela é adotada, e como e quando fazê-lo. Eles também desejam saber se existem problemas especiais para seu filho. Os psiquiatras de crianças e adolescentes recomendam que sejam os pais os que informem à criança a respeito da adoção. Muitos especialistas opinam que devem informar à criança quando pequenas. Este enfoque dá à criança, de pouca idade, a oportunidade de poder aceitar a idéia e integrar-se ao conceito de “haver sido adotada”. Outros especialistas crêem que fazer esta revelação à criança de pouca idade, pode confundí-la, já que esta não pode entender a informação. Esses especialistas recomendam que se espere até que a criança seja maior.

Explicar a adoção ao filho adotado

Quanto mais à vontade se sinta alguém adotado em seu ambiente familiar, tanto mais feliz se sentirá a criança adotada. O contexto de adoção inclui um meio ambiente de socialização da criança: a estrutura familiar e a prática na criação de crianças, as atitudes familiares relativas à adoção e comportamento, e a atitude geral a respeito de adoção em uma comunidade grande. Este contexto pode ajudar a prever como um indivíduo vai viver o “ser adotado”. O meio ambiente familiar começa desde o momento em que a criança chega à casa.

As etapas para se adotar uma criança no Brasil

Passo a passo para a adoção no Brasil. Cerca de 8 mil crianças e adolescentes estão aptas à adoção, segundo pesquisa do Ipea. Cadastro nacional reunirá dados com perfis de crianças e possíveis pais adotivos.Documentos, entrevistas e avaliação psicológica fazem parte do passo a passo para quem pretende adotar uma criança ou adolescente no país. Segundo relatório do Instituto de Pesquisas Econômicas Aplicadas (Ipea), 80 mil crianças e adolescentes vivem em abrigos no Brasil e cerca de 8 mil (10%) delas estão aptas para adoção.

Etapas para adoção em Portugal

Quais são as etapas para adoção em Portugal? Quais são as etapas seguintes para a apresentação da candidatura para a adoção?Dirija-se à entidade competente: Centro Distrital de Segurança Social da sua área de residência; Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, se residir nesta cidade;Instituto de Acção Social, se residir nos Açores; Centro de Segurança Social, se residir na Madeira.

Nova lei brasileira de adoção

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva sancionou no dia 03 de agosto de 2009,  a nova lei nacional de adoção, aprovada pelo Senado na noite do dia 15 de julho. O que se discute é se a nova lei vai facilitar ou não a adoção no Brasil.

Como ajudar o filho adotado a entender a adoção

É muito importante que os pais tenham muito claro o conceito de adoção. Adotar um filho, ainda que muita gente compreenda de outra forma, é uma forma a mais de ter um filho. Não é nem deve ser um ato de solidariedade.

O papel da escola para a criança adotada

Quando uma criança é adotada, sempre passa por um processo de acompanhamento e uma primeira fase deve ser o estreitamento do vínculo com os seus novos pais. A escolarização virá numa segunda fase e vai requerer da escola e dos pais adotivos muita tranquilidade.

Como falar de sexo com a criança adotada

Falar de sexo com uma criança sempre é um tema difícil para os pais. Quando você nota a necessidade de enfrentar a sexualidade com o seu filho, seja adotado ou não, a naturalidade e chamar as coisas pelo seu nome sempre pode ser a melhor maneira.

Os problemas de comportamento das crianças adotadas

Quando acontece uma adoção, sempre existe uma história por trás em que a criança foi arrancada da sua família ou de um centro e entregue a pais que têm seus próprios costumes e formas de fazer as coisas. Isso pode explicar algumas comportamentos diferentes da família adotiva.

Filhos adotados e biológicos, você os ama igualmente?

Os filhos, independentemente que sejam biológicos ou adotados, têm o mesmo direito de serem amados, cuidados e educados. Mas, é na época da adolescência que muitos pais resolvem desistir da tutela da criança quando começam a dar trabalho na educação. Isso não é amor.

Como a idade da criança influencia na adoção

Existe a crença generalizada de que quanto menor seja a criança, mais fácil será a adoção, e isso é uma verdade, pela metade. A verdade é que quanto maior a criança, mais difícil será encontrar uma família e muito mais se vier acompanhada de irmãos ou irmãs.

Como criar o vínculo com crianças em uma adoção

Um acontecimento que pode preocupar muito aos pais que adotam é a criação do vínculo, ou seja, estabelecer uma relação firme e segura com a criança que a faça confiar de forma sincera que você sempre estará ali e que nunca vai abandoná-la.