Graças aos avós menos crianças obesas

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A teoria que os avós estão deixando netos malcriados permitindo-lhes que façam tudo o que os pais não consentem, no que se refere à dieta das crianças essa teoria está completamente errada! Na Espanha, a metade dos avós prepara a comida para os seus netos pelo menos uma vez por semana, transmitindo-lhes seus bons hábitos de alimentação.  

Dieta saudável de avós para seus netos

graças-aos-avós-menos-crianças-obesas A 

Que sorte as crianças que são alimentadas pelos seus avós, não é verdade? Segundo o primeiro estudo sobre a ‘Influência dos avós na alimentação das crianças’ da Federação Espanhola de Sociedades de Nutrição, Alimentação e Dietética (Fesnad) juntamente com a Agência de Saúde Alimentar e Nutrição (Aesan), dois de cada três avós promovem uma dieta rica em verduras, frutas e legumes aos seus netos, no mesmo estilo que eles consomem. 

Os avós exportam seus bons hábitos de alimentação aos seus netos, assim como a toda a família. Pelo menos é o que revela o estudo realizado com 404 pessoas maiores de 60 anos que afirmaram consumir uns três pedaços de frutas por dia, peixe umas três vezes por semana, e verduras umas quatro vezes por semana. Além disso, na sua dieta quase não existem alimentos com gorduras saturadas. 

Considerando que os bons hábitos de alimentação devem ser adquiridos pelas crianças desde a mais tenra idade para evitar que quando adultos sofram com sobrepeso ou obesidade não é uma má idéia que tenham que ficar com os avós enquanto seus pais trabalham. E mais, acredito que os pais têm muito a aprender com os avós e também deveriam seguir algumas normas nutricionais. 

No caso em que os seus netos não gostem da comida, eles não lhe oferecem alternativa, já que a idéia é que as crianças aprendam a comer de tudo. Pelo menos 66% das avós adotam esse tipo de educação alimentar. Além disso, algo que também considero importante é que os avós potencializem os encontros familiares em torno da mesa. Compartilhar a mesa e a comida é um hábito que está se perdendo muito e que deveríamos recuperá-lo sempre que pudermos. 

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com