Como podem ser as contrações na gravidez

Como diferenciar as contrações falsas das verdadeiras

Vilma Medina

Vilma Medina

Quando li que o útero é um órgão que pode aumentar seu volume em mais de 24 vezes, sua capacidade mais de 500 vezes e seu peso, de 70 g a 1 Kg, aproximadamente, fiquei muito surpresa.

O útero é um músculo impressionante que permite envolver uma vida durante nove meses, e, como todos os músculos, tem uma fase de contração e outra de relaxamento.

As contrações no final da gravidez

As contrações na gravidez

Uma mulher está experimentando uma contração quando o útero se contrai e seu sinal mais claro é o enrijecimento da barriga ou do abdômen. É normal que durante a gravidez experimentemos diferentes tipos de contrações e isso não deve ser uma preocupação para as mulheres, simplesmente devemos reconhecer alguns tipos de contrações e saber que nem todas vão desencadear um possível parto prematuro.

Até as primeiras 30 semanas, e, geralmente quando um bebê se move, podemos ter contrações muito localizadas e de pouca intensidade, que nos servirão para fechar o colo do útero e evitar, precisamente, abortos espontâneos

Saiba como distinguir as contrações falsas das verdadeiras

Aproximadamente, a partir dos cinco meses de gestação, aparecem o que conhecemos como as contrações de Braxton Hicks, que aumentam de maneira progressiva com o avanço da gravidez, e que nas últimas semanas se tornam mais frequentes; envolvem todo o útero e começam na parte superior e se estendem até embaixo, e, às vezes, podem causar incômodos.

Elas se diferenciam das verdadeiras contrações de parto, na propagação, na irregularidade (podem ser isoladas) e porque podem ser indolores.  Essas contrações facilitam um bom fluxo sanguíneo até a placenta, o endométrio e o bebê, e durante as últimas semanas podem modificar o colo do útero para amolecê-lo e encurtá-lo definitivamente preparando o nosso corpo gradualmente para o momento do parto

Para distinguir as verdadeiras contrações de parto, são considerados aspectos como frequência, o intervalo ou regularidade, a intensidade e a duração.

Normalmente, as contrações do trabalho de parto vão sendo cada vez mais frequentes, entre 3 e 5 contrações em 10 minutos; o intervalo transcorrido entre contrações pode ser de igual duração, cada vez mais regulares; a intensidade da contração ou dureza do útero pode aumentar; e a duração das contrações vão se estendendo de 30 segundos até uns 75 segundos, chegando a quase se desencadear umas com outras e dificultando a recuperação entre elas, daí a importância da respiração. 

As contrações vão desacelerando quando o colo do útero alcança uma dilatação de uns 10 cm, que é quando começará a expulsão do bebê. De acordo com quase todas as parturientes, essas contrações e a expulsão são muito dolorosas, mas muitas vezes dizem que a dor está relacionada com aspectos psicológico da mulher.

Para nós, que já experimentamos, acredito que o parto, sem dúvida, não é um jardim de rosas, ainda que dele extraiamos o nosso mais precioso fruto. 

Patro Gabaldón
Redatora de GuiaInfantil.com

O parto. Contrações, dilatação e expulsão

O parto. Contrações, dilatação e expulsão

As fases do parto. O parto tem 3 fases distintas: contrações, dilatação e expulsão do bebê. Ser mamãe é um trabalho que se aprende na prática, e a preparação para o parto é um trabalho de informação que ajudará a mãe estar mais tranquila e confiante quando chegar a hora.

0 comentarios