A saúde da visão das crianças

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Um problema de visão sem a devida correção pode afetar o bom desenvolvimento da vida diária das crianças. Eu me lembro que foi aos 8 anos que foi detectada minha miopia. Foi nessa mesma idade que detectaram a miopia da minha filha também. 

Eu me lembro que naquela época eu me sentava na penúltima carteira na escola e pouco a pouco, sem saber que tinha um problema de visão eu fui trocando de lugar e me aproximando cada vez mais ao quadro negro porque não conseguir ver o que minha professora escrevia nela. 

Como os problemas de visão afetam as crianças

a-saúde-da-visão-das-crianças A 

Minha dificuldade para enxergar era tão grande que em poucos meses eu já me encontrava sentada na primeira fila da sala de aula. E foi graças à minha professora que enviou essa mensagem aos meus pais para que me levassem ao oftalmologista, quando descobrimos que eu era míope. Menos mal, porque a miopia já começava a dificultar minha aprendizagem e minha relação com os companheiros e amigos. 

Identificar e buscar corrigir algum problema de visão da criança é dever e missão dos pais e professores. A detecção precoce dos transtornos da visão em crianças pode evitar problemas na aprendizagem, na sua autoestima e afetar suas relações com os outros. A Organização Mundial da Saúde (OMS) faz um alerta aos pais sobre a importância da prevenção e a detecção dos problemas de visão nas crianças. 

O ‘olho vago’ ou ambliopia, por exemplo, está diretamente relacionada com a idade precoce e é um dos problemas oculares na infância que pode produzir consequências irremediáveis se não for detectada a tempo e tratada adequadamente. Segundo Félix Armadá, chefe do Serviço de Oftalmologia do Hospital de La Paz de Madrid, o seu tratamento só pode ser aplicado até os 7 ou 8 anos. Após essa idade, não é possível recuperar a visão dessa patologia. 

Para que as crianças gozem de uma saúde ocular é recomendável que os pais levem os seus filhos a revisões oculares de maneira periódica a partir dos 3 ou 4 anos, e que nas escolas sejam desenvolvidas campanhas de detecção precoce de problemas de visão em crianças, da mesma forma que a vacinação. Só assim se poderá evitar problemas como a miopia, muito comum entre crianças de 8 e 9 anos o astigmatismo e a hipermetropia se compliquem ainda mais. Em casa, o que se propõe é que os pais estejam alerta a alguns sinais que indicam dificuldades na visão das crianças, como quando as crianças se aproximam muito da televisão ou aos livros para conseguir ler.  

Vilma Medina

Diretora de GuiaInfantil.com