Higiene na alimentação dos bebês e crianças

Boa limpeza dos alimentos que consomem crianças e bebês

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O medo das intoxicações alimentares tem feito com que muitos pais estejam mais conscientes dos perigos para as crianças e bebês que pode causar uma higiene deficiente em tudo relacionado com a comida. Diz a frase que a melhor maneira de ganhar uma guerra é evitá-la.

Isso é o que acontece com as bactérias. O saneamento e a higiene são as melhores estratégias e táticas para combatê-las. Trata-se de atacá-las antes que penetrem no organismo humano. Nesse terreno, as armas são, em geral, simples e baratas. E o combate muito eficaz.

Conselhos para limpar bem os alimentos de crianças e bebês

Limpar higiene alimentos bebes crianças

- Lavar as mãos, as superfícies e os utensílios de cozinha com água (se possível quente) e muito sabão. Isso inclui depósitos de alimentos, como a geladeira, já que algumas bactérias, como a Listeria monocytogenes, podem crescer lentamente mesmo nas temperaturas do refrigerador.

- Alguns alimentos como as carnes, aves, peixes ou alimentos prontos para comer como cachorro quente, alimentos embutidos desidratados ou que sejam fermentados e queijos leves como o brie ou camenbert, podem conter bactérias perigosas. Por conseguinte, a melhor estratégia é manter separados esses alimentos das frutas, vegetais, pães e em geral de todos os alimentos que se encontrem prontos para comer.

- Evitar comer, na medida do possível, alimentos crus, em especial as carnes, aves, mariscos e verduras. Esses alimentos devem ser cozidos em temperaturas adequadas. Isso implica que, mesmo já cozidos, ao requentá-los, o façam até que emitam vapor, ou se são líquidos, como no caso do leite, até que fervam.

- Resfriar, refrigerar ou congelar os alimentos, é outra prática fundamental para evitar a contaminação por bactérias em alimentos perecíveis, em temperos, preparados ou sobras. Este processo deve ser feito antes que passem duas horas, e em quantidades pequenas e armazenar em recipientes pouco profundos para que resfriem rapidamente. Não encher excessivamente o refrigerador para que o ar frio possa circular adequadamente e manter em bom estado os alimentos. E que o processo de descongelamento não se faça à temperatura ambiente, mas embaixo da água fria (ou em um forno microondas, se possuir), para que o processo seja mais rápido possível.

- Utilize sempre um pano limpo ou toalhas de papel para secar os pratos, ou deixe-os secar no escorredor, depois de havê-los lavado com água quente.

- Tenha bem fechada a tampa do lixo. Esvazie-o com frequência e enxágue com água quente e um pouco de desinfetante cada vez que o esvaziar.