Alimentação para bebês de 4 a 6 meses

O bebê começa a comer alimentos mais sólidos a partir de los 4 o 5 meses de idade

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A partir do 4º mês de vida, o bebê começa a comer alimentos mais sólidos. É a hora da papinha de frutas (pela tarde) que corresponderá a uma merenda com adição de vitaminas naturais e fibra que são importantes para a saúde do bebê.

Poucos dias depois de haver começado com a papinha de frutas, poderá incluir à 1 ou 2 mamadeiras do dia umas colherinhas de farinha SEM glúten. O glúten é uma proteína vegetal que contém cereais como o trigo, aveia, cevada e centeio.

Alimentos mais sólidos para bebês

Alimentos sólidos para bebês

Dos 5 aos 5 meses e meio de idade se inicia a primeira papinha salgada na alimentação do bebê que consiste num purê de verduras com frango. Inicia-se com 60-70g de frango para depois ir aumentando nos dias seguintes até os 100-200g. Paralelamente vai-se reduzindo o número de mamadas por dia e já pode mudar a fórmula de início (tipo NAN 1) para um leite de continuação (tipo NAN 2). Uma vez cumprido o 6º mês de vida se amplia a variedade de farinha escolhendo entre as que contém glúten.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde recomendam as mães dar o peito até o bebê ter 6 meses. Depois, o leite materno não contém mais, sozinho, todos os nutrientes de que o bebê precisa, especialmente o ferro, por isso outros alimentos passam a ser necessários para complementar a dieta. 

Mesmo que seu bebê só tome leite fórmula, e não leite materno, os especialistas recomendam esperar até os 6 meses para dar papinhas. 

Um dos motivos é que o sistema digestivo de bebê ainda não está preparado para digerir outras comidas, e outro é que o organismo do seu filho estará mais forte para combater eventuais infecções ou alergias decorrentes da alimentação variada. 

Caso a mãe precise voltar a trabalhar e tenha que introduzir novos alimentos antes dos 6 meses, visite o seu pediatra antes, principalmente se o bebê tiver nascido prematuro. Na prática, muitos médicos acabam orientando a introdução de alimentos por volta dos 4 meses.