Próteses mamárias e o aleitamento. Mitos e verdades

O que existe de certo e de errado em dar o peito com próteses mamárias

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Quando uma mulher quer dar o peito ao seu bebê recém-nascido são muitas as perguntas que podem vir à sua cabeça. Uma delas é que tem a ver com o perigo que pode acarretar ter uma prótese mamária.

Quando uma mulher está a ponto de dar a luz é muito comum que pense no modo que quer alimentar ao bebê que está a caminho, e isso pode causar-lhe uma dúvida se ela já tenha se submetido a uma operação para aumentar os seios.

As verdades sobre as próteses mamárias e o aleitamento

próteses-mamárias-e-o-aleitamento A

Se eu tiver aumentado o peito ou tido algum tipo de intervenção cirúrgica nessa área eu poderei alimentar ao meu filho de forma natural? Esta pergunta pode ser muito habitual nas mulheres que tenham operado o peito e que querem amamentar o seu bebê quando se tornam mães.

A verdade em relação a este fato é que não deveria afetar o fato de ter uma prótese mamária na hora de alimentar ao bebê, já que, de forma habitual, no caso do silicone, introduz-se por trás do músculo peitoral, o que fará que não afete o peito, já que o mamilo não pode sofrer nenhum dano. 

Dar o peito com próteses mamárias

Deste modo, o aleitamento não fica fora do alcance daquelas mulheres que tenham se submetido a uma operação de aumento de peito. Não somente o silicone em si não afeta o aleitamento, como também o bebê não sofre nenhum problema. O único inconveniente é que pode custar um pouco mais desse momento único de ver o bebê agarrar-se ao peito da sua mãe devido a que algum ducto que conecta o leite materno esteja danificado por causa da operação. 

Outro problema que as mamães com próteses mamárias podem perguntar é se o peito fica com aspecto ruim quando estamos em plena amamentação, mas isso não pode afetar a sua forma. 

Marta Marciel

Redatora de GuiaInfantil.com