A alergia das crianças ao ovo

Causas e sintomas da alergia infantil ao ovo

Vilma Medina

Vilma Medina

Alergias a alimentos são muito variadas, desde o marisco aos frutos secos, e se manifestam em forma de reações cutâneas, problemas estomacais, coceira, etc. A alergia ao ovo não é diferente das demais e se produz quando uma criança ingere ovo sem o seu sistema imunológico estar totalmente amadurecido, já que não poderá digerir todas as suas proteínas, o que provoca com que o seu sistema imunológico se defenda das ditas proteínas como se tratasse de um germe. 

A reação alérgica pode aparece rapidamente, como também pode demorar algumas horas. A gente conta para você como detectá-la. 

Sintomas da alergia ao ovo em crianças

alergia-das-crianças-ao-ovo A

Inchaço, urticária, dor de estômago, náuseas, vômitos, diarréia, ou coriza nasal. Esses são alguns dos sintomas da alergia ao ovo, mas se deve prestar atenção especialmente a um sintoma muito grave, que é a anafilaxia, e que se manifesta pela dificuldade na hora de respirar, aceleração da frequência cardíaca e queda de pressão. 

Diante de tal quadro, os pais devem procurar ajuda médica com urgência, já que será necessária a administração de epinefrina para tratar a reação alérgica. Uma vez consciente de que a criança mostra uma reação alérgica grave ao ovo, será necessário ela, ou uma pessoa adulta tenha sempre à mão a epinefrina, no caso de se repetir o quadro clínico anteriormente citado. 

Como prevenir e tratar a alergia ao ovo nas crianças 

É fundamental educar as crianças com alergia ao ovo para evitar alimentos que contenham ovos, principalmente nos momentos em que a criança não esteja com os seus pais e esteja sozinha para controlar a situação. 

Mas, caso a prevenção não tenha funcionado, a criança também deverá ser orientada na hora de tratar a reação alérgica, e, em conjunto com o centro escolar e outros lugares que a criança possa frequentar, ter sempre à mão um anti-histamínico ou epinefrina.  

O que a criança com alergia ao ovo deve evitar

Para os alérgicos, não é somente o ovo que é perigoso. O ovo pode aparecer em diversas maneiras, por isso a atenção deve ser dobrada: o ovo desidratado, a clara de ovo, clara em pó, gema do ovo, ovo em pó, albumina, globulina, livetina, lisozima, ovalbumina, ovoglobulina, ovomucina, ovomucóide, ovotransferrina, ovovitelina, vitelina. 

Efeitos secundários da alergia ao ovo

Caso os pais pretendam vacinar a uma criança alérgica ao ovo contra a gripe, eles devem tomar algumas precauções, já que a vacina se cultiva em ovos de galinha e poderia conter vestígios de proteínas, assim que seria recomendável abordar o tema com o pediatra da criança em busca da solução adequada. 

Como as crianças podem superar a alergia ao ovo

Segundo dados da Clínica da Universidade de Navarra, a Dra. María José Goikoetxea, especialista do Departamento de Alergologia e Imunologia assegura que ‘aproximadamente 80% das crianças superam essa alergia de forma espontânea aos três anos de idade. No entanto, existe cerca de 20% que não consegue”.

Diego Fernández

Redator de Guiainfantil.com

Causas da asma infantil: os alérgenos

Causas da asma infantil: os alérgenos

Por que uma criança tem asma? Ainda que a asma seja uma doença crônica, isso não significa que a criança não possa levar uma vida normal. Se a criança desenvolver as tarefas concernentes à sua doença de forma rotineira, será cada vez mais fácil para o pequeno enfrentar a sua doença.

A intolerância das crianças à frutose

A intolerância das crianças à frutose

A Intolerância Hereditária à Frutose (HFI) nas crianças é uma doença produzida pela ausência de uma enzima que transforma o açúcar contido na fruta e no mel. Essa intolerância resulta no acúmulo de frutose-1-fosfato no fígado, rim e intestino delgado.

Intolerância à lactose: um diagnóstico importante

Intolerância à lactose: um diagnóstico importante

É muito importante identificar a intolerância à lactose o quanto antes nos nossos filhos. A lactose é um açúcar presente em quase todos os leites dos mamíferos, e cada vez mais crianças são diagnosticadas com essa intolerância.

40% da população mundial é alérgica. As crianças são as mais afetadas

40% da população mundial é alérgica. As crianças são as mais afetadas

As crianças são as mais afetadas pelas alergias. É cada vez mais frequente a incidência de intolerância e alergias entre as crianças. Alguns pais, mais precavidos, já informam sobre algum tipo de alergia que o filho sofra, seja na escola ou na casa de algum amiguinho.

Alergia à proteína do leite em crianças

Alergia à proteína do leite em crianças

Não é a mesma coisa que o leite cause algum mal ao seu filho do que o leite produza uma alergia alimentar. Convém distinguir ambas as coisas, porque os sintomas e as consequências são diferentes. A alergia pode levar até mesmo a uma asfixia e à morte.

0 comentarios