Alergia à proteína do leite em crianças

O que significa ter alergia à lactose nas crianças

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Não é a mesma coisa que o leite cause algum mal ao seu filho do que o leite produza uma alergia alimentar. Convém distinguir ambas as coisas, porque os sintomas e as consequências são diferentes. Se ao beber leite ou tomar um iogurte, a criança sofre com uma dificuldade respiratória, vômitos, diarréia, ou perda de consciência, seguramente deva se tratar de uma alergia. Você deve procurar imediatamente o médico.

Sintomas da alergia à proteína da lactose em crianças

alergia-à-proteína-do-leite-em-crianças A 

Podem se manifestar de forma débil ou mais agressiva. Muitos pais desconhecem que seus filhos sofrem de alergia à proteína da lactose se a criança manifesta, por exemplo, uma forte dor abdominal e uma diarréia. Convém vigiar se esses sintomas se repetem e procurar o médico diante de qualquer dúvida. Além da diarréia ou vômito, ao ingerir produtos lácteos, a alergia a esta proteína também pode ser detectada com estes sintomas: 

- Com o inchaço das pálpebras e lábios. Em alguns casos, também das extremidades. 

- Dificuldade para respirar.

- Urticária.

Diferenças entre intolerância e alergia à lactose em crianças

A alergia à lactose se produz quando a proteína do leite de vaca desencadeia uma reação alérgica. Neste caso, a criança possui uns anticorpos que reagem contra a proteína do leite. Acontece, sobretudo em bebês e se detecta ao introduzir leite de fórmula na sua alimentação. A alergia pode ser que não surja na primeira tomada, mas pode ser que vá gerando pouco a pouco.

A intolerância à lactose é a dificuldade para digerir o açúcar da lactose. Aparece com os anos, de acordo com a perda da enzima que facilita a absorção da lactose (calcula-se que aproximadamente 15% dos adultos sofram com essa doença). Manifesta-se com dor de estômago, inchaço abdominal e diarréia. No entanto, as crianças intolerantes à lactose podem ingerir alguns lácteos, como os iogurtes. 

Tratamento e consequências da alergia infantil à lactose

A alergia à proteína do leite se diagnostica mediante uma análise de sangue específica e uma série de exames cutâneos. Se a alergia for confirmada, o alergologista receitará ao bebê leites especiais. Nesses casos, o bebê não pode ingerir nenhum tipo de produto lácteo de origem animal, já que poderia desencadear um quadro grave de sintomas, entre eles está o risco de asfixia.

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com