O diabetes nas crianças e nos bebês

Diabetes infantil. Doenças nas crianças

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O diabetes infantil é a segunda doença crônica mais comum na infância. Antigamente, era uma doença própria dos adultos, mas com o crescimento do índice de obesidade infantil, associado a uma vida sedentária e aos maus hábitos alimentares, os casos de diabetes infantil têm aumentado consideravelmente entre meninos e meninas. 

O número de crianças afetadas com essa doença varia muito, de acordo com o país de origem. No Brasil, o número de crianças diabéticas já atinge 1 milhão. 

O diabetes em crianças

diabetes-crianças-bebês-medindo-glicose A 

O diabetes se caracteriza por uma alteração na produção do hormônio insulina pelo pâncreas ou por uma resistência à ação da insulina no organismo. É a insulina que ajuda o organismo a transformar o açúcar (ou glicose) em energia, promovendo assim um bom funcionamento do corpo humano. 

Alguns dos sintomas mais comuns do diabetes infantil são: sede intensa, necessidade de urinar com frequência, perda de peso sem causa aparente, dor abdominal, vômitos, cansaço, visão borrada e irritabilidade. O diagnóstico precoce em crianças e bebês agiliza o tratamento e melhora o prognóstico. 

A demora nos diagnósticos provoca que muitas crianças ingressem no hospital com cetoacidose diabética, de acordo com especialistas.

O diabetes é diagnosticado mediante uma análise de sangue, que mede a taxa de glicose no sangue. A análise se realiza em jejum desde a noite anterior Para o diabetes tipo 2 é realizado um teste de tolerância oral à glicose, que consiste em medir a glicose no sangue e na urina, antes e depois de beber uma solução açucarada ou com glicose.