Sintomas e tratamento do diabetes infantil

Como saber se o seu filho é diabético?

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Como saber se uma criança tem diabete? Conheça os principais sintomas do diabetes infantil. Existem muitos casos em que as crianças desenvolvem diabetes e os pais não conseguem identificar. E quando isso acontece, não sabem como controlar o problema. Por essa razão, selecionamos alguns sintomas que podem ajudar aos pais a observarem alguma alteração no comportamento dos filhos.

Como detectar e tratar a Diabetes Infantil

Sintomas e tratamento da diabete infantilO diabete é a segunda doença crônica mais comum nas crianças. Antes, era uma doença pouco comum na infancia, mas com o crescimento da obesidade infantil, os maus hábitos de alimentação, e o sedentarismo, o diabete tem crescido na infancia. Conheça os tipos de diabete na infancia:

Diabetes tipo 1 em crianças

O diabete tipo 1 é a mais comum em crianças. É uma condição na que o pâncreas não produz a insulina suficiente. Veja as características e os sintomas desse tipo de diabete:

- Aumento rápido dos níveis de açúcar no sangue.

- Muita sede.

- Aumento de fome.

- Emagrecimento ou perda de peso.

- Aumento da frequência em urinar.

- Fraqueza, cansaço e tonturas.

- Cãimbras e formigamentos.

Diabetes tipo 2 em crianças

A maioria dos casos de diabetes tipo 2 se descobre durante uma consulta de rotina. Normalmente não apresenta sintomas, mas se a pessoa apresenta sintomas, estes podem incluir:

- Sede.

- Necessidade de urinar com frequência.

- Perda de peso.

- Visão nublada.

Diagnóstico do diabetes infantil

Quanto antes se diagnostique o diabetes, mais eficaz será o controle da doença. Por isso, se notar alguma alteração no comportamento do seu filho, procure o médico. Se o diabetes não for detectado e tratado a tempo, pode causar uma mudança brusca na taxa de glicose no sangue.

O diabetes normalmente é diagnosticado mediante uma análise que mede os níveis de glicose no sangue. A análise se realiza estando em jejum na noite anterior. Para o diabetes tipo 2, faz-se uma prova de tolerância oral à glicose. Realizam-se análises de sangue e de urina antes e depois de beber uma solução com glicose.

Como se trata das crianças e bebês com diabetes

O tratamento é diferente segundo o tipo do Diabetes. Para o Diabetes tipo 1, o tratamento normalmente é à base de aplicações de injeções de insulina diárias. O conteúdo depende muito da necessidade que tenha o paciente. Ao mesmo tempo faz-se o controle do nível de glicose no sangue.

O fornecimento gratuito de medicamentos e insumos pelos Estados ou Municípios é garantido pela Constituição Federal. Em algumas localidades a distribuição tem sido espontânea. Para saber se em sua região esse processo administrativo é eficaz, em que locais retirar e quais as quantidades ou tipos de medicamentos/insumos são fornecidos, é necessário que se dirija a uma unidade do SUS mais próxima de sua residência e questione na farmácia.

Caso não lhe saibam informar ou informem que não há esse tipo de distribuição, a opção é o ingresso de uma ação judicial para exigir o cumprimento da Lei, cujo primeiro passo é consultar um advogado, seja ele público (defensoria pública) ou particular.

Para o Diabetes tipo 2, em regra geral, não é necessária a administração de medicamentos. Pode-se controlar a doença vigiando o índice de glicose no sangue, obedecendo a uma dieta adequada, e praticando exercícios físicos todos os dias.

No tratamento também se implica o estado emocional, social, além do médico e do paciente. Para que um tratamento seja efetivo, é necessário um trabalho educativo realizado entre pais, familiares, médicos, professores, e todos que tenham um contato mais direto com as crianças.