Berço ou Moisés para o recém-nascido?

Vantagens e desvantagens do berço e do Moisés para o bebê

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Aqui temos uma das primeiras perguntas de pais de primeira viagem. Berço ou Moisés? Ou os dois? Nesse tema existe muita diferença de opiniões: alguns preferem Moisés pelo seu preço e facilidade de locomoção, no entanto, logo ele ficará pequeno e em breve terão que trocar o berço; outros, no entanto, diretamente optam por um mini-berço ou o berço definitivo com alguns adaptadores. 

Difícil escolha que tentaremos esclarecer mostrando algumas vantagens e desvantagens diante dessas duas opções. 

Vantagens e desvantagens do Moisés para o recém-nascido

berço-ou-moisés-para-o-recém-nascido A 

O bom de utilizar o Moisés para o bebê: 

1 – É muito mais barato do que o mini-berço.

2 – Mais cômodo para mover e deslocar pelos diferentes cômodos. 

3 – É mais confortável e mais cômodo para o recém-nascido, que prefere os espaços pequenos a princípio. 

4 – É mais fácil locomover no quarto dos pais, por ser menor. 

5 – É mais cômodo na hora de pegar o bebê porque não é tão profundo como um berço. 

Desvantagens do Moisés: 

1 – É mais instável do que um berço, uma vez se houver irmãos pequenos ou animais em casa que possam desequilibrar o berço, é melhor não escolher essa opção. 

2 – Torna-se pequeno em pouco tempo e terá que passar o bebê ao berço. E o preço final poderá ficar quase o dobro. 

3 – Em pouco tempo será um objeto a mais para se desfazer.

4 – Quando o bebê comece a se sentar ou quiser engatinhar ele se torna perigoso, já que é menos profundo do que um berço. 

Vantagens e desvantagens do berço para o recém-nascido 

Vantagens do berço

1 – Ainda que no princípio seja mais caro, ele acompanhará toda a etapa do bebê e acabará saindo mais barato. 

2 – Alguns têm várias alturas, e quando o bebê for bem pequeno a gente poderá colocá-lo mais alto e não termos que nos agachar tanto para pegar o recém-nascido, e mais tarde a gente pode abaixá-lo para que o bebê não saia do berço

3 – Ainda que seja muito grande para um bebê recém-nascido existem alguns redutores que podem ser colocados dentro do berço e o ele se sentirá mais protegido. 

4 – Alguns berços se convertem em mini-camas e isso fica muito cômodo para a passagem do berço para a cama. 

Desvantagens do berço: 

1 – É maior e, portanto às vezes pode ser que não caiba no nosso quarto. 

2 – A criança se sente perdida no berço quando bem pequena, ainda que, como já dissemos que existam redutores para berços. 

3 – Há que ter muito cuidado com os espaços entre as barras, que deve ser menor que 6 cm e comprar um protetor para que a cabeça não fique presa entre eles. 

4 – Verificar que a pintura do berço não tenha chumbo, já que é tóxico. 

5 – Você deve escolher um colchão duro, e anti-afogamento. 

Patricia Fernández

Redatora de Guiainfantil.com