Como se pega a um bebê recém-nascido

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Como se pega a um bebê? Pode parecer uma pergunta absurda e obvia, e na verdade é mesmo. Lembre-se do momento em que o seu filho ou filha nasceu. Na maternidade, os familiares e amigos vão aparecendo para conhecer o recém-nascido e quando você oferece-lhes para pegar o bebê no colo, ainda que muitas mamães prefiram que ninguém o faça, sempre alguém comenta: ‘Ai, que medo. Eu não saberia como pegá-lo. Eu prefiro somente olhar para ele’.

Ou também esse pai de primeira viagem que tenta fazê-lo da melhor maneira possível, mas pega o bebê com a cabecinha de lado e caída para trás, enquanto a mãe fica nervosa ao contemplar a cena.

Conselhos para pegar o bebê nos seus braços

como-se-pega-a-um-bebê-recém-nascido A

O recém-nascido é tão frágil e delicado que, se nunca você tenha pegado a um bebê, ou se já faz muito tempo que não o faz dá certo receio em pegá-lo nos braços. É tão pequeno que você sente medo de não fazê-lo bem, de causar-lhe algum dano ou inclusive que escorregue dos seus braços.

Você pode levar em conta esses conselhos para não movimentá-lo em excesso nem causar-lhe dano ao pegá-lo ou deixá-lo no seu bercinho:

- Os recém-nascidos não sabem controlar a sua cabeça nem o seu pescoço, por isso se você tentar levantá-lo pegando pelas axilas, sua pequena cabecinha cairá para trás.

- Convém introduzir uma mão no berço e deslizá-la pelas costas do bebê tentando que o seu pescoço fique dentro do seu antebraço. Dessa maneira nós tiraremos o bebê já em posição horizontal sem movimentá-lo muito. 

- Aproxime o bebê imediatamente ao seu corpo para que esteja mais protegido. Realiza esses movimentos no início com as duas mãos, mas quando já tiver adquirido prática poderá tirá-lo do berço somente com um braço. 

- Quando for realizar o movimento inverso, ou seja, deixá-lo no berço, mantenha o bebê o maior tempo possível junto ao seu corpo e incline-se para o colchão para deixá-lo com suavidade nele e finalmente retirar o braço das suas costas, e por último a sua cabeça. 

- Todos os movimentos que você realizar deve estar cheio de delicadeza e suavidade, já que a densidade muscular de um recém-nascido é mínima e não pode controlar o seu corpo. 

- Uma vez que esteja em seus braços, você pode sentar em uma cadeira para estar mais segura e poder mudá-lo de postura se desejar: colocá-lo erguido para tirar os gases, de boca para baixo no seu antebraço, no seu colo ou pele com pele. 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com