O que nos dizem as fezes do bebê

Sinais de alarme nas alterações das fezes do bebê

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A quantidade, o odor e a cor das fezes fala sobre como o bebê se encontra. Se você aprender a reconhecer os primeiros sinais de alerta através das fezes do bebê, poderá agir rápido para frear uma infecção, doença ou transtorno. Ainda que pareça um tema escatológico, não está longe da realidade. Trata-se de um tema de saúde que você deve conhecer. 

Alterações e características normais nas fezes do bebê

Existem alterações nas fezes do bebê que são normais. Deve-se, por exemplo, a uma mudança na sua alimentação. As fezes de um bebê que se alimenta com leite materno são muito mais líquidas que as de um bebê que se alimenta com leite de fórmula. As fezes do bebê lactente são de cor mostarda e tem um odor suave. Sua textura é macia e granulosa. As fezes do bebê que se alimenta com leite de fórmula são mais volumosas, de cor amarela ou marrom claro e de odor forte. 

De acordo com a introdução de alimentos novos na sua dieta, as fezes vão mudando. Quando começar com os cereais, o mais normal é que você note que suas fezes já não são tão moles e que seu filho demora mais para evacuar. Quando começar com a fruta e a verdura, a cor das fezes mudará. Por exemplo, se o seu filho come cenoura, suas fezes poderão ter uma cor alaranjada. Também é normal que no início encontre restos de alimentos nas suas fezes. Seu corpo ainda está aprendendo a digerir alimentos sólidos. 

Tão pouco existe uma norma fixa para determinar quantas vezes por dia os bebês devem fazer cocô. Tudo depende do tipo de alimentação. Os bebês que se alimentam de leite materno, podem fazer cocô até quatro ou cinco por dia. Ou talvez só façam cocô a cada três dias. Se estiver mole é normal. No entanto, os bebês que tomam leite de fórmula na mamadeira, tendem a ser mais ressecados. Necessitam fazer cocô diariamente, mas as fezes são mais duras e os bebês têm mais problemas. 

Alterações nas fezes que preocupam 

Se as fezes do seu bebê mudam drasticamente e você não fez nenhuma mudança na sua alimentação, o mais normal é que as deposições estejam nos enviando um sinal de que algo não funciona corretamente. Essas são as alterações que nos alertam sobre um possível transtorno do bebê: 

- Fezes o cocô líquido: Podem estar relacionadas com a diarréia ou gastrenterite. São muito líquidas e faz mais do que o normal. A mãe terá que controlar a hidratação do bebê. 

- Fezes ou cocô com sangue: Se forem acompanhadas de febre, podem ser sintomas de uma gastrenterite ou de ressecamento severo. Pelo contrário, poderá ser um sinal de que o seu filho tenha alguma intolerância à proteína do leite. 

- Fezes ou cocô branco: Se suas fezes são muito pálidas (praticamente brancas), pode estar associada a um problema do fígado, sobretudo se você notar sua pele amarelada. Se ocorrer nos primeiros dias de vida, pode ser que o seu bebê tenha um pouco de icterícia. 

- Fezes ou coce verde: Quando as fezes são verdes, pode ser sintoma de que está tomando muita lactose. Isso acontece porque o bebê deve estar tomando uma maior proporção do leite anterior (primeiro leite). O leite anterior tem uma porção maior de lactose, e quando chega ao intestino grosso, tem efeito laxante, com excesso de gases e fezes verdes. Mas, também pode ser algum tipo de alergia ou inclusive um parasita intestinal. 

- Ressecamento: as fezes, nesse caso, são muito duras. Podem ter a forma de pequenas bolinhas e o bebê tem dificuldade de expelir as fezes. Se esse ressecamento é acompanhado de um mal estar do bebê e palidez na pele, pode ser sintoma de uma distensão abdominal. 

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com