Conselhos para evitar que as crianças se percam

5 conselhos que os pais devem dar aos filhos se eles se perderem

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

As praias abarrotadas de gente, os parques temáticos, os shoppings... Ver tantas pessoas ao seu redor faz com que muitos pais fiquem aterrorizados com a possibilidade que o seu filho se perca na multidão.

Como a gente deve educar o nosso filho para que ele seja capaz de desfrutar dessas atividades em lugares aglomerados? Que medidas devemos tomar para que saiba como agir no caso de se perder? Normas e conselhos para transmitir à crianças e que saiba agir no caso de se perder. 

5 conselhos para evitar que as crianças se percam em lugares muito cheios

conselhos-para-evitar-crianças-se-percam A

Quando as famílias vão a lugares muito cheios, é bom estar alerta para evitar que as crianças se percam. É claro que os pais devem estar muito atentos para que os filhos não se percam, mas ao mesmo tempo, nunca os pais devem transmitir à criança uma sensação de angústia ou de insegurança porque as crianças aprendem com o exemplo, e com isso aprenderão a sentir essa angústia nesses espaços. Os pais devem transmitir firmeza e segurança, e nunca medo e angústia.

É bom que as crianças saibam que em lugares com muita gente, elas devem ficar de mãos dadas com os pais para que não se percam, e evitar o perigo que tem em sair correndo e não ver um carro ou outros perigos. Em praias ou parques, as crianças podem brincar perto dos seus pais, mas sempre marcando a eles até onde ele pode se movimentar, que será aquele lugar em que possam vê-lo e manter o contato visual. As distrações com celulares aumentam a possibilidade de perder o seu filho de vista. 

As dicas que vamos dar no caso da criança se perder, dependerá da idade da criança, mas em resumo poderiam ser: 

1. Pergunte sempre para pessoas que estejam de uniforme (policiais, guardas de segurança, salva-vidas, seguranças dos shoppings ou responsáveis pelo parque). Eles se encarregarão de buscar papai e mamãe.

2. Quando as crianças já são maiores é bom que elas saibam o número do celular do papai ou da mamãe, mas, até que consigam aprender os dígitos, é importante que quando se perderem saiba dizer o seu nome e sobrenome. (É importante que as crianças saibam o seu sobrenome, pois será mais fácil localizar ao pai se elas se perderem). 

3. Se a criança perceber que se perderam dos pais, é melhor que fique ali paradinha, quieta. É melhor que fique no lugar do que sair correndo desesperada (é mais fácil que a gente encontre a criança do que ela nos encontre). Quanto menos ela se mexer, será melhor. 

4. Se a praia ou o parque em que estivermos oferece a oportunidade de colocar pulseiras com identificação com o celular dos pais, melhor fazermos uso delas. Ainda que o objetivo seja não utilizá-las para esse fim, isso ajudará para que estejamos mais tranquilos

5. Manter a calma. Vamos nos lembrar que a criança aprende com o exemplo, e tem que ver a importância que é ficar próxima aos pais, mas não é necessário que transmitamos a nossa angústia. 

Silvia Álava Sordo, psicóloga

Diretora da Área Infantil 

do Centro de Psicologia Álava Reyes Consultores. 

Colaboradora de GuiaInfantil.com