8 conselhos para ensinar a criança a ser assertiva

Como educar a criança na assertividade

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A assertividade é a capacidade que todos nós temos em decidir o que queremos ou desejamos sem impor nossas idéias aos outros ou sem ficarmos calados. 

São muitas as coisas que a gente pode fazer como pais para que as crianças sejam assertivas e respondam diante de determinadas circunstâncias em sua justa medida, nem com violência nem com passividade

Como ensinar as crianças a serem assertivas

8-conselhos-para-ensinar-assertiva A 

1 – Escutar a criança: se a criança tem tido problemas na escola com outras crianças a gente tem que parar para escutá-la. Não podemos estar fazendo outra coisa. A nossa atenção deve estar dirigida unicamente ao nosso filho. Além disso, criaremos um bom clima de confiança. 

2 – Não resolver o problema da criança: se os pais sempre solucionarem qualquer inconveniente ou problema dos filhos, na verdade estarão dando uma mensagem negativa, já que estão dizendo a eles que não podem consegui-lo. Isso não é positivo para o seu desenvolvimento nem autonomia, mas, sobretudo para a sua autoestima. 

3 – Buscar a solução: a gente pode sentar para falar com a criança e pensar juntos que estratégias podem ter. A gente pode dar pistas para que ela possa chegar a resolver a situação por si mesma, por exemplo: ‘O que você acha de levar a bola à escola e propõe que as crianças brinquem contigo?’.  

4 – Brincar de Role-playing: a criança pode ensaiar em casa com a gente como deve agir numa situação de conflito em relação aos seus amigos. A criança pode executar ambos os papeis, o seu e o de outras crianças. Assim, quando chegar a escola poderá ter a garantia de que poderá fazê-lo.  

5 – Ensinar-lhes a ceder: às vezes existem crianças que se não fizerem o que elas querem não deixa participar em nada. Devemos explicar-lhes que devem aceitar os gostos dos outros e a negociar: ‘hoje eu aceito a sua proposta, mas amanhã você aceitará a minha, está bem?’. 

6 - Educar a criança para não ser invejosa: há que ensinar a criança a se alegrar com o sucesso dos outros e a parabenizá-la. É uma estratégia para que incentivem laços de comunicação e amizade e sejam assertivos

7 – Não ensiná-las a se defender com a violência: jamais recorrer ao ‘se te baterem devolva na mesma moeda ou ainda mais forte’. Há que educar-lhes para que se outra criança quer bater ou ser violenta com ela, a criança deve se retirar fazendo-lhe saber que essa atitude não a influenciará e também pedir ajuda a um monitor da escola. 

8 – Não intervir: se as crianças são da mesma idade é preferível ajudar-lhes para que solucionem o problema por elas mesmas, já que do contrário a gente corre o risco de que os pais terminem confrontados, enquanto que para elas tenha sido uma trivialidade. É conveniente intervir no caso de que o problema aconteça com crianças de diferentes idades. 

Silvia Álava Sordo

Psicóloga