Auto-instruções para crianças impulsivas e com TDAH

O que são as auto-instruções e para que servem

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Hoje em dia vemos como se manifesta de maneira muito diferente e muito intensa a impulsividade em crianças. O estilo de vida moderno faz que inclusive se manifeste cada vez em idades mais precoces (entre os 2 e 3 anos de idade). 

Outras das razões pelas quais a impulsividade aparece se deve a falta de recursos ou conhecimento que existe por parte dos pais e que se encontram transbordantes na educação dos filhos.  

A impulsividade é a ante-sala de condutas agressivas, problemas de aprendizagem e atenção. As crianças que a sofrem têm graves dificuldades para reprimir o seu ímpeto e excitação, o que implica em ter conflitos no meio familiar e escolar. 

O treinamento em auto-instruções para crianças impulsivas

auto-instruções-para-crianças-impulsivas-e-com-tdah A 

O treinamento em auto-instruções ou autoverbalizações é uma técnica que consiste em ‘falar consigo mesmo’, para poder guiar, controlar ou parar o próprio comportamento. Com esse tipo de treinamento se tenta permitir que a criança tenha uma atitude reflexiva e seja autônoma diante a resolução de tarefas e favorecer assim a interiorização dos processos mentais. 

É entre os cinco e sete anos de idade quando esses processos mentais se encontram plenamente desenvolvidos, e é então quando a criança está capacitada para inibir e regular o seu comportamento através dessa atividade de auto-instruções. É recomendável para aquelas crianças que são impulsivas: 

- Que apresentem um quadro de Transtorno por Déficit de Atenção com Hiperatividade. Graças às autoverbalizações, a linguagem serve como regulador da conduta. Foi na década dos anos 60 quando Meinchebaum colocou em prática essa técnica de auto-instruções se baseando em trabalhos de Vygotsky e depois Piaget para tratar o assunto do TDAH. 

- Falta de autocontrole. A técnica de autoverbalizações se utiliza para demorar a atuação das crianças quando sua conduta for violenta ou como um vício. Ou seja, parar e pensar antes de agir. É uma técnica bastante efetiva diante problemas de obesidade. 

- Dificuldades de aprendizagem. No caso das crianças com problemas de escrita, compreensão ou cálculo, esse tipo de técnicas é eficaz para a melhora da atenção em sala de aula

Como utilizar as auto-instruções 

Para o uso dessa técnica é importante que a criança tenha a capacidade de falar, de compreender o significado do que diz, já que a linguagem será mediadora da conduta e direção. Para poder ensinar-lhe essa técnica às crianças é necessário que: 

- O adulto realize uma tarefa diante da criança e por sua vez vá falando consigo mesma. Pensando em voz alta, e detalhando os passos que dá enquanto realiza a tarefa ou resolve o problema. 

- Em seguida, a criança é quem realiza a tarefa e o adulto volta a dar auto-instruções em voz alta. Vai enumerando os passos da tarefa enquanto o pequeno vai realizando.  

- Depois a criança repete a tarefa, mas dessa vez é ela quem dá a si mesma as ordens a seguir em voz alta. 

- Finalmente, uma vez que a criança esteja treinada, o pequeno age se dando os passos que irá seguir em voz baixa sendo capaz de gerar seus próprios pensamentos-guia.

É importante que na hora de ensinar-lhe esta técnica se faça de maneira divertida e que a criança vivencie como uma brincadeira. 

Borja Quicios

Psicólogo educativo