7 alimentos que produzem gases na gravidez

Por que os gases aumentam durante a gravidez e como evitá-los

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

As flatulências ou gases se formam normalmente nos intestinos à medida que o corpo digere os alimentos, mas é frequente que na gravidez os problemas intestinais aumentem. Isso acontece devido às alterações hormonais (aumento da progesterona) que relaxam os músculos do aparelho digestivo e pressionam os intestinos, o qual interfere na digestão dos alimentos provocando cólicas, inchaço e gases na barriga. 

A alimentação tem um papel importante: tanto a escassa quantidade de fibra na dieta como o conteúdo abundante da mesma é capaz de desencadear sintomas como a distensão abdominal. Por isso é necessário conhecer que alimentos podem ser consumidos ou descartados, assim como a forma de prepará-los. 

Alimentos que produzem gases nas gestantes

7-alimentos-que-produzem-gases-gravidez A

1. Os legumes (Las legumbres (lentilhas, feijão, grão-de-bico).

2. As verduras (couve-flor, brócolis, repolho, alcachofra, pepino, pimentão, rabanete, nabos, aspargos, alface). 

3. Frutas como a laranja, toranja, limão, damasco, ameixas, uvas. 

4. Cereais (massas integrais, aveia, farelo de trigo, farelo de aveia).

5. Excesso de edulcorantes artificiais (manitol, xylitol e sorbitol) que se encontram principalmente nos refrigerantes, chicletes e caramelos sem açúcar. 

6. Excesso de farinhas, açúcares e consumir grandes quantidades de fibras naquelas pessoas que não estão acostumadas. 

7. Excesso de lácteos (leite e queijos). 

Comer muito rápido, falar em excesso enquanto estiver comendo e mastigar com a boca aberta provoca a entrada de ar gerando mais gases. Também beber líquidos diretamente de uma garrafa ou canudinho.

Conselhos para reduzir os gases na gravidez 

- Em primeiro lugar testar a tolerância. Nem todos os alimentos que produzem gases para uma pessoa causam o mesmo efeito em outras; você pode começar a anotar quais os alimentos que mais produzem gases em você. 

- Uma vez detectado esses alimentos, removê-los momentaneamente da alimentação durante um tempo até que os sintomas melhorem, e logo introduzi-los paulatinamente e testar a tolerância. 

- Se quiser consumir legumes é recomendável tirar a casca dos legumes e ‘quebrar’ o fervor enquanto estiver cozinhando (retirar do fogo ou acrescentar água fria). 

- Frutas como o abacaxi, o mamão e o kiwi contêm enzimas (proteolíticas) que evitam a formação de gases; você também pode consumir a fruta sem casca. 

- Consumir lácteos como o iogurte que contribui com probióticos e ajudam na formação de bactérias benéficas no intestino melhorando a digestão. 

- Comer devagar e mastigar muito bem os alimentos melhora a digestão. 

- Consumir os líquidos depois das refeições.

- Tomar chás depois das refeições como a camomila, canela, menta, e caso goste poderá acrescentar sementes de anis. 

- Praticar exercícios físicos: o movimento ajuda a eliminar os gases, mas sem esquecer-se de realizar uma correta respiração (inspirar pelo nariz e expirar pela boca). 

Paola Andrea Coser

Nutricionista