Cuidados e precauções com as massagens na gravidez

Que cuidados você deve ter com as massagens durante a gravidez

Os incômodos próprios da gravidez podem ser aliviados recebendo massagens específicas para cada doença. Se levarmos em conta que 71 por cento das grávidas sofrem com dores lombares, 46 por cento com dores provocadas pela inflamação do nervo ciático e 65 por cento dor pélvica, é fácil entender porque as massagens estão cada dia mais solicitadas.

Precauções antes de receber massagem na gravidez

Cuidados com as massagens durante a gravidez

No entanto, antes de receber massagens, convém tomar certos cuidados e precauções com as massagens na gravidez para que sejam totalmente seguras tanto para a futura mamãe como para o seu bebê que está a caminho.

1. Evite massagens com produtos perfumados. Os cremes e alguns óleos podem ser prejudiciais para o bebê se forem capazes de atravessar a barreira placentária. É importante que você utilize cremes e óleos neutros. Além disso, serão mais agradáveis para o seu olfato, principalmente se já experimentou uma maior sensibilidade aos cheiros e alguns podem te causar mal estar. Consulte o seu médico sobre os diversos produtos cosméticos recomendados para gestantes. 

2. Consulte o seu ginecologista seu caso especificamente na hora de receber uma massagem. Ele avaliará suas circunstâncias específicas e determinará se existe algum risco

3. No primeiro trimestre, algumas massagens são desaconselhadas. As massagens no ventre, na zona lombar ou nas articulações estão contraindicadas no primeiro trimestre devido à ‘fragilidade’ do corpo. Durante os três primeiros meses você pode receber massagem nos ombros, na zona cervical, pés ou pernas. 

4. Busque um especialista de confiança. É recomendável ser tratada por um especialista e num instituto em que se cumpram as medidas de segurança e higiene necessárias.

5. No segundo trimestre da gravidez você pode receber as primeiras massagens. A postura mais recomendável para receber massagens é sentada numa cadeira baixa, enquanto a cabeça e os ombros permanecem apoiados sobre algo macio. Também pode receber massagem deitada de lado, sempre sobre o lado esquerdo para não pressionar a veia cava nem alterar o fluxo útero-placentário, que interfere na respiração do feto. 

6. No terceiro trimestre de gravidez, os especialistas em fisioterapia obstétrica recomendam às gestantes que pratiquem massagens e alongamentos na zona do períneo a partir da 35ª semana de gestação. As mulheres que utilizam essa técnica prévia ao parto têm 15% menos probabilidade de necessitar de uma episiotomia (incisão na zona do períneo) durante o parto. A massagem da zona do períneo deve ser realizada uma ou duas vezes por semana e não devem exceder os cinco minutos. Para evitar manobras incorretas, peça informação do seu médico responsável pela preparação do seu parto

Marisol Nuevo. Redactora de Guiainfantil

  • A reflexologia em bebês, crianças e grávidas
    A reflexologia em bebês, crianças e grávidas

    A Reflexologia é uma ciência que se baseia no princípio de que existem zonas refletidas nos pés e nas mãos que se correspondem com todas as glândulas, órgãos e partes do corpo. Ela é indicada para bebês, crianças e gestantes.

    • Benefícios da massagem para os bebês
      Benefícios da massagem para os bebês

      A massagem transforma o bebê em um bebê saudável em todos os aspectos. Todos os bebês podem ser massageados. Assim que aproveite para massagear seu filhinho. A massagem pode desenvolver mais rapidamente a coordenação motora, aumentar suas reações musculares, além do que tornará o bebê mais receptivo e mais apto a reagir ao espaço que o rodeia.

    • Bons sonhos para a gestante
      Bons sonhos para a gestante

      Você já teve problemas de sono durante a gravidez? Uma das queixas mais frequentes das mulheres, especialmente nos primeiros três meses da gravidez, é o sono e o cansaço. Tanto a quantidade como a qualidade do sono durante a gravidez pode se alterar.

0 comentários