Alterações na visão durante a gravidez

Problemas de visão que ocorrem nas gestantes

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A gravidez é uma etapa de muitas alterações físicas: o peito aumenta, o útero cresce, o cabelo fica mais forte e resistente, acontecem náuseas e tonturas... Os hormônios são os responsáveis de muitas dessas alterações e algumas delas afetam diretamente os olhos e a visão da grávida. 

Alterações na visão durante a gravidez

alterações-na-visão-gravidez A 

Até mesmo mulheres que gozam de uma visão fantástica e que nunca utilizaram óculos podem notar que durante a gravidez fica mais difícil enfocar ou fica com a vista cansada se ficar lendo por algum tempo ou ao computador. As mulheres que já têm algum problema de visão e usam óculos ou lentes também podem sofrer alterações que podem ser transitórias. Esses são alguns dos problemas de visão que uma mulher poderia sofrer durante a gravidez: 

- Visão turva e menor capacidade de visão do que antes da gravidez. Se você não usa óculos, não é conveniente medir o grau de visão durante essa etapa, já que meses depois do parto, a visão pode voltar a ser a mesma que se tinha antes da gravidez. Começar a usar óculos poderia ser prejudicial e criar um problema aonde antes não havia. 

- Sequidão nos olhos. Para solucioná-lo basta o soro fisiológico para umedecer os olhos. Seu médico poderá indicar um colírio lubrificante. 

- A retenção de líquidos pode afetar a espessura e a curvatura do olho, aumentando o seu tamanho. 

- Olhos irritados: é possível que as mulheres que usam lentes de contato percebam mais esse incômodo. Nesses casos seria mais conveniente usar óculos por mais tempo. 

- Em mulheres hipertensas ou que sofrem de pré-eclampsia e eclampsia, podem sofrer com a diminuição da acuidade visual, visão dupla ou perda da visão em determinado momento. 

A miopia na gravidez 

As mulheres que tenham um problema de miopia deveriam fazer revisões durante e depois da gestação, já que poderiam aumentar, ao longo da gravidez, e, sobretudo, no momento do parto. 

Está comprovado que a miopia pode aumentar entre 0,5 e uma dioptria (graus de prescrição) do que tinha antes. 

Por outro lado, o parto vaginal pode ser perigoso para mulheres míopes, pois a força produzida na hora de empurrar o bebê exerce uma pressão extra que se transmite até os olhos. Um olho sadio não percebe essas alterações de pressão, mas nos casos de miopia poderia produzir um descolamento de retina. De acordo com o caso, o oftalmologista poderá recomendar um parto por cesárea

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com