Transtornos do sono durante a gravidez

Problemas para dormir durante a gravidez

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Segundo estudos relacionados aos Transtornos do Sono durante a gravidez, entre 66 e 94% das gestantes referiam haver tido algum problema com o sono durante a gravidez. Esses transtornos acontecem devido às alterações hormonais e fisiológicas que ocorrem como consequência da gravidez. Muitos podem começar desde o início, mas, no entanto, é no terceiro trimestre que eles se acentuam. 

Problemas com o sono durante a gravidez

Problemas para dormir durante a gravidez

Esses problemas relacionados com o sono podem ser classificados da seguinte maneira: 

- Insônia: conhecido como problemas para conciliar o sono, despertar noturno e sono pouco reparador. Geralmente ocorrem no primeiro trimestre, devido à ansiedade e excitação da recente gravidez ou pelo mal estar típico desse momento; no entanto, a partir do terceiro trimestre, as causas são diferentes: dores nas costas, dificuldade para encontrar a postura, necessidade de urinar com frequência, refluxo ou acidez, movimentos do bebê. Parece ser que a falta de exercício físico e a gravidez múltipla agravam o problema. 

- Excessiva sonolência diurna: deve-se muitas vezes como consequência da insônia ou de algum outro transtorno como a apneia. É mais acentuado no primeiro e terceiro trimestre. Durante o primeiro trimestre, a causa pode ser fundamentalmente hormonal, já que a progesterona tem um efeito hipnótico, enquanto que na última etapa está relacionada com a falta de descanso por outras causas. Poderia ajudar tirar um cochilo durante o dia, para permitir o descanso, já que a maioria das mulheres que sofre desse transtorno nota uma mudança no caráter, dificuldade para concentração... 

- Síndrome das pernas inquietas: é comum o aparecimento durante o terceiro trimestre. Trata-se de um processo neurológico do qual se desconhece com exatidão as causas, ainda que pareça que exista algum componente genético. Na gravidez acontece uma baixa nos níveis de ferro, que pode causar essa síndrome em que a gestante nota inquietude motriz das pernas, que a obriga a se mover de um lado para o outro, inclusive se levantar, dificultando o repouso. 

- Ronco e apneia do sono: as principais causas podem ser a obesidade, que se agrave com a gestação, e a diabete gestacional. Além disso, a gravidez parece agravar naquelas mulheres que já apresentavam esse transtorno do sono. 

Os transtornos do sono afetam de maneira negativa na vivência da mulher na sua gravidez, e podemos encontrar algum estudo que diz que esses transtornos podem afetar ao tipo de parto e inclusive ter consequências na saúde do futuro bebê. Acredita-se que essas mulheres têm trabalhos de parto mais longos. 

É muito importante definir se os problemas de sono têm como causa alguns estilos de vida pouco saudáveis como a obesidade, ou o sedentarismo, já que poderíamos melhorar muito a qualidade de vida da gestante. 

Sara Cañamero de León. Matrona