7 alimentos que cuidam do coração das crianças

Que alimentos melhoram e protegem o coração na infância

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O coração é o símbolo do carinho, do amor, do afeto. Quando chegamos à idade adulta a gente começa a se preocupar com ele e seus cuidados, mas o ideal seria fazê-lo antes, desde a mais precoce idade. 

Como o aparelho cardiovascular tem que durar a vida toda, o melhor é cuidá-lo como ouro desde muito pequenos. A seguir a gente expõe uma série de conselhos para garantir ao máximo a sua saúde. 

7 alimentos que beneficiam o coração das crianças

7-alimentos-que-cuidam-coração-crianças A

1. Azeite de oliva. O azeite de oliva contribui com ‘gorduras boas’. Age como um controlador do colesterol favorecendo sua depuração, com a qual evitamos que se deposite nas paredes das artérias, dentro do que se conhece como ‘placas de ateroma’. Tais placas são as que acabam em obstruir o fluxo normal do sangue. Recomendamos o uso do azeite de oliva virgem extra, natural junto com a salada. Façamos saladas divertidas com os filhos. Incluam suas frutas favoritas e brinquem com as texturas (por exemplo, é muito agradável o contraste da textura mole do tomate e o crocante e firme do pão torrado).  

2. Peixe azul. Contribui com gorduras boas, tipo Omega 3. Dentro dos peixes azuis, os mais recomendados são os de pequeno tamanho. Podemos preparar o peixe frito após envolvê-lo em farinha de grão-de-bico. O grão de bico são legumes ricos em ácidos fólicos, que é um dos nutrientes favoritos dos glóbulos vermelhos. Lembre-se que outra dica para conseguir que as frituras sejam mais saudáveis: leve o azeite a uma temperatura bem quente (180ºC) e inclua poucos elementos na frigideira.

3. Frutos secos. Os pediatras nos deixam muito desconfortáveis nos lembrando que as crianças com menos de 5 anos não podem consumi-los pelo risco de broncoaspiração com eles. Mas, acima dessa idade, se puder oferecer-lhes. Nozes, amendoins ou amêndoas (todos eles sem salgar em excesso) pode ser o final excelente de uma boa comida. Contém gorduras boas, como o azeite de oliva ou o peixe azul (Atum, sardinha, cavala, salmão, anchova).

4. Laranjas e tangerinas. Os cítricos contribuem com fibra e vitamina C. A fibra contribui para eliminar o excesso de colesterol e a vitamina C evita que a gordura depositada nas artérias se oxide. Lembre-se e oferecer aos seus filhos frutas da temporada. 

5. Legumes. Geram paixão e ódio em partes iguais entre a população infantil. A gente dá um conselho: fale com seus filhos, e que eles optem pela sua apresentação favorita. Uns lhe dirão que gostam na salada; outros no cozido; outros no vapor e com um pouco de azeite; outros em purês. Os legumes, por serem ricos em fibra favorecem com que o colesterol seja eliminado do organismo.

6. Couve-flor. Bem lavada, e cortada em fatias são um excelente aperitivo para ser acompanhado com um guacamole suave, como certa vez me recomendou o pai de um dos meus pacientes. Contribui com fibra em abundância. A criança criando o gosto pela couve-flor em breve estará também comendo os brócolis.

7. Chocolate amargo. As crianças costumam gostar de chocolate ao leite. As propriedades do chocolate amargo se tornam na opção mais saudável. O chocolate amargo evita a oxidação da placa de ateroma e contém fibra vegetal.

Informe ao seu filho de que estas são boas opções para o seu coração. Complemente essa boa alimentação com a prática regular de exercício físico aeróbico, e com uma boa hidratação. Você já sabe o que os pediatras dizem: melhor água e os sucos naturais do que os sucos de caixinha. 

Iván Carabaño Aguado

Chefe do Serviço de Pediatria

Hospital Universitário Rey Juan Carlos

Hospital General de Villalba