Causas e soluções para crianças que respiram pela boca

Respiração bucal nas crianças: riscos e problemas

Vilma Medina

Vilma Medina

A respiração oral é o hábito inadequado pelo qual a criança respira pela boca ao invés de fazê-lo pelo nariz. Em primeiro lugar, é importante sabe o que é o que causa esse tipo de respiração. 

A gente te conta quais as causas que levam a criança a respirar pela boca e o que se pode fazer. 

Por que uma criança respira pela boca e não pelo nariz

causas-e-soluções-para-crianças-que-respiram-pela-boca A 

- Hipertrofia adenóide e/ou amigdalite. Ou seja, as vegetações sejam muito grandes o que provoca com que a criança tenha dificuldades para respirar pelo nariz

- Congestões nasais habituais como conseqüência de resfriados frequentes, diversos tipos de rinites ou processos alérgicos. 

- Tabique nasal desviado ou outras alterações da região nasal que impliquem obstrução. 

- Maus hábitos orais como a sucção do polegar ou de objetos, ou o uso prolongado da chupeta. 

- Intolerâncias alimentares, que podem produzir hipertrofia nas vias respiratórias, gerando uma obstrução.  

- Más oclusões dentais. Certas mordidas podem propiciar que a criança passe muito tempo com a boca aberta.  

- A hipotonia dos músculos do rosto. 

Consequências para a criança em realizar uma respiração oral 

Além disso, existe uma série de indicadores que podem alertar algumas dessas causas, que são: 

- Tosse seca ou tosse noturna.  

- Incapacidade respiratória.

- Apneias obstrutivas do sono.   

- Transtornos no desenvolvimento de distúrbios craniofacial (fenda palatina estreita e mandíbula alongada).  

- Deglutição atípica. 

- Dentes mal implantados.

- Sinusite e otite. 

- Transtornos da audição.

- Disfonia.

- Falta de atenção. 

- Atraso escolar.  

- Alterações posturais. 

O que fazer se a criança realiza uma respiração oral 

É importante levar em conta o que causa essa respiração patológica. Para isso é importante consultar o pediatra para uma detecção precoce e prevenção de possíveis transtornos posteriores. Além disso, o dentista e o ortodontista. 

A intervenção de um fonoaudiólogo é chave nesse tipo de transtorno. O fonoaudiólogo pode utilizar dois tipos de terapia: 

- Terapia respiratória por meio de exercícios passivos e ativos e de uma terapia de treinamento psíquico e físico para modificar o padrão respiratório e a postura. 

- Terapia Miofuncional Orofacial: corrige o desequilíbrio muscular orofacial por causa da respiração bucal, posição dos lábios e língua em repouso e em deglutição incorretos, referente a problemas oclusais e da fala. 

Cristina Arroyo Fernández

Fonoaudióloga

Mudanças no aparelho respiratório durante a gravidez

Mudanças no aparelho respiratório durante a gravidez

Durante a gravidez, a maioria dos órgãos mais importantes no corpo da mulher, se desloca. A razão é que devem dar lugar ao bebê. O útero vai crescendo com o passar dos meses de gestação e órgãos como o coração, o estômago e o diafragma, devem ceder o seu espaço.

10 dicas para tirar o soluço das crianças

10 dicas para tirar o soluço das crianças

Não existe nada que nos faça sentir mais incômodos do que o soluço. E ele chega nos momentos mais inoportunos. O soluço afeta a todos, também a bebês e crianças. E é tão incômodo, que às vezes chega a ser desesperador. Mas, existem formas de cortá-lo. A gente te diz como.

Por que o meu filho dorme com a boca aberta

Por que o meu filho dorme com a boca aberta

Quando a criança dorme de boca aberta existem diversas causas: desvio do septo nasal, vegetações (adenoides), alguma infecção ou gripe, postura da criança ao dormir e obesidade. Saiba como ajudar o seu filho a dormir melhor.

Quando operar a uma criança de vegetações

Quando operar a uma criança de vegetações

Ali onde se unem nariz e boca estão os adenóides, mais conhecidas como vegetações, mas não pretenda vê-las no espelho, pois será impossível. O que você poderá ver são as anginas ou amígdalas palatinas, que ao mesmo tempo em que os adenóides podem se inflamar. Estão compostos pelo tecido linfático e sua função exata continua sendo motivo de debate científico.

Deglutição atípica em crianças

Deglutição atípica em crianças

A deglutição atípica é um hábito incorreto que consiste numa posição lingual inadequada na hora de engolir. Trata-se de um transtorno muito comum em muitas crianças e pode ser conseqüência de uma grande variedade de fatores que podem desencadear uma deglutição inadequada.

0 comentarios