Como controlar a asma infantil

De que forma se controla e se trata a asma das crianças

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

A asma é uma doença inflamatória crônica que afeta cada vez mais crianças. Chiados ou sibilos (com som de apito) e sensação de opressão no peito, tosse seca (sem mucos) persistente e cansaço, são alguns dos sintomas mais comuns entre as crianças asmáticas. 

As crianças afetadas por essa doença se sentem mais limitadas para praticar atividades físicas que exijam um maior esforço e, portanto, em constante alerta em caso de uma crise asmática.

Por essa razão, é muito importante ter um controle sobre a asma para que as crianças possam levar uma vida normal como qualquer outra criança. 

Como podemos controlar a asma das crianças? 

1. Identificar uma crise de asma. Quando a criança apresenta os sintomas da asma, a primeira coisa que os pais devem fazer é tranquilizá-la. O nervosismo, assim como a falta de controle dos pais podem piorar o estado da criança, acentuando ainda mais a aceleração do seu quadro asmático, ou seja, sua dificuldade para respirar. 

2. Tratamento personalizado. As crianças asmáticas, desde que são diagnosticadas, devem seguir um tratamento personalizado, tanto preventivo como de controle da asma. É muito importante respeitar os horários da medicação e o regime de vida estabelecido pelo médico. Alguns medicamentos como os anti-inflamatórios, aliviam os sintomas. Os inaladores são uma grande ferramenta para prevenir e frear uma crise asmática.  

3. Prevenir o contato com os alérgenos. A família da criança deve tomar precauções para evitar que a criança esteja exposta aos fatores que possam desencadear uma crise asmática nela. O alergologista descobrirá, mediante diferentes exames e testes de alergia, que alérgenos são os que podem provocar uma crise asmática na criança e que tipos de circunstâncias podem desencadear uma crise de asma. 

4. Saber como agir diante de uma crise asmática. Intervir a tempo diante de uma crise asmática é uma medida muito importante para controlar e evitar que a doença se agrave. É aconselhável estar muito atento ao aparecimento dos sintomas da criança, ou seja, do momento do dia em que tosse ou que apresenta dificuldades para respirar, sibilos ou chiados no peito. 

5. Informar a criança. É recomendável que a criança afetada pela asma, conheça como deve controlar essa doença, quais circunstâncias deve evitar, quais medicamentos deve tomar e a que horas, além dos cuidados básicos para evitar uma crise asmática.