O bebê deve se esquecer da chupeta antes dos três anos

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Como posso tirar a chupeta do meu bebê sem que ele se dê conta ou sem que a retirada da chupeta implique em um trauma para ele? Quando me fiz essa pergunta, soube que o melhor caminho era que o meu bebê decidisse deixar a chupeta por ele mesmo, mas como para as crianças isso é muito difícil, isso não acontece. Os pais devem tomar as rédeas neste assunto para que nossos filhos se esqueçam da chupeta antes que ela exerça um impacto negativo sobre as crianças.

A chupeta do bebê, como usá-la e quando abandoná-la?

o-bebê-deve-se-esquecer-chupeta-antes-três-anos A 

A chupeta tem a sua função e numerosos benefícios sobre a primeira etapa do desenvolvimento do bebê, já que, além de acalmá-lo, alguns estudos têm revelado que previne a morte súbita do lactente. Da mesma forma que, por um lado não se deve oferecer a chupeta muito cedo, até que não esteja bem instaurado o aleitamento materno, ou seja, a partir de um mês a um mês e meio após o nascimento, tão pouco a chupeta deve ser retirada muito tarde, ou seja, mais além dos três anos de idade. 

Os recém-nascidos nascem com o reflexo de sucção que os ajudam a se agarrar ao mamilo do peito para se alimentar. Graças a esse reflexo de sucção, quando já estabelecido bons hábitos na amamentação, a chupeta acalma e tranquiliza o bebê e não cria nenhuma dificuldade no seu desenvolvimento em curto prazo.

A partir de um ano ou um ano e meio, a necessidade natural de chupar das crianças diminui, à medida que ganham em autonomia e independência. Nessa etapa, os bebês vivem um intenso processo de evolução até um desenvolvimento superior. Em geral são mais ativos, mas a chupeta continua sendo uma ferramenta que os ajudam a relaxar. Por este motivo, o uso contínuo da chupeta cria um hábito e quanto mais usam mais a querem. É recomendável que a partir de um ano a um ano e meio, os bebês comecem a usar a chupeta somente para dormir, por exemplo, e os pais podem ‘ir se esquecendo dela’ em algumas ocasiões, para acostumar o bebê a passar momentos sem a sua chupeta. 

O impacto negativo que a chupeta pode ter sobre as crianças se manifesta até os 3 ou 4 anos. O uso contínuo da chupeta pode dar lugar a más formações no palato e nos dentes, devido ao seu mau uso, ainda que este impacto seja menor quando usam a chupeta ao invés dos dedos, já que o polegar exerce uma força a mais sobre o palato, que a chupeta não exerce. Por este motivo, é muito importante que ao abandonar a chupeta, o bebê não trate de substituí-lo pelo dedo, já que a chupeta a gente pode tirar e o dedo não.  

Marisol Nuevo

Redatora de Guiainfantil.com