Por que é tão importante o engatinhar para ler e escrever

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

O engatinhar implica num grande avanço no desenvolvimento do bebê. Permite a ele uma maior autonomia, e como isso, o poder descobrir, provar, tatear, explorar... 

Os bebês podem começar a engatinhar entre os 6 e os 9 meses, e ainda que alguns pulam essa etapa são enormes benefícios que lhes proporcionam. Ainda que pareça estranho engatinhar ajudará ao bebê a ler e escrever num futuro porque estimula, entre outras coisas, a motricidade fina que se traduzirá num bom controle do traço da escrita. 

A importância do engatinhar para a leitura e a escrita

por-que-é-tão-importante-engatinhar A 

A etapa do engatinhar e os primeiros passos do bebê é muito esgotante para os pais. Nosso filho já tem certa autonomia e decide explorar tudo o que encontra ao seu alcance, seja a escova de limpar o vaso sanitário ou as gavetas e portas que estejam à sua altura. É só deixar de prestar atenção ao pequeno por um segundo e ele já está a ponto de colocar na boca aquele pequeno brinquedo do seu irmão mais velho. 

Sua curiosidade é insaciável e às vezes somos tentados a sentar na sua cadeirinha para que estejam quietos. No entanto, longe de fazer isso a gente deve estimular o engatinhar, já que tem inúmeros benefícios, entre eles adquirir habilidades para a leitura e a escrita. 

- Engatinhar ajuda o bebê a exercitar e aperfeiçoar a visão. Aprende a focar ambos os olhos e fazê-lo à distância. Isso lhe servirá para colocar o livro a uma distância correta quando começar a ler e a escrever. 

- Estimula o sentido do tato da palma das mãos, ou seja, adquire a sensibilidade necessária para poder ter no futuro um controle do traço da escrita. A palma da mão é massageada na medida em que o bebê engatinha e isso leva informação ao cérebro sobre texturas e sensações. 

- O padrão de movimento que consiste em mover o braço direito e o pé esquerdo e vice-versa é estimulado. Os hemisférios do cérebro trabalham de forma coordenada e pode realizar movimentos simultâneos com ambos os lados do corpo, como passar um objeto de uma mão a outra ou escrever numa folha de papel, no futuro. 

- O engatinhar desenvolve a coordenação olho-mão de tal maneira que ao engatinhar o bebê estabelece uma distância similar entre o olho e a mão de tal maneira que ao engatinhar o bebê estabelece uma distância similar entre o olho e a mão, a qual necessitará mais adiante na hora de ler e escrever

- Ao engatinhar o bebê tem que sustentar o seu peso com ambas as mãos. Assim, adquire mais estabilidade nos ombros e nas palmas das mãos. Ambos são pontos fortes para a motricidade fina, que é a que exercitará mais adiante ao desenhar ou escrever.

- Quando um bebê engatinha está promovendo a consciência espacial. Aprende a conhecer o seu tamanho e o dos objetos ao seu redor. Assim, vai adquirindo o senso de profundidade, quantidade e tamanho, algo importante para aprender a ler e a escrever. 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com