Por que os andadores são tão perigosos para o bebê

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Os andadores a gente já sabe para que servem. Mas, será que são bons? Por que os pediatras não querem que se utilizem mais? 

A gente te explica o porquê em muitos hospitais de todo o mundo são promovidas campanhas informativas contra o uso do andador para bebês. 

Por que os bebês não devem usar o andador

por-que-os-andadores-são-perigosos-bebê A 

Em alguns países como os Estados Unidos ou Costa Rica já estão planejando restringir de forma legal o uso de andadores para bebês e inclusive proibir a sua fabricação. A razão: os perigos que implicam para as crianças quando começam a andar. Essas são as desvantagens de usar o andador: 

1. Quedas. A principal razão é o perigo que o andador implica para o bebê. De fato, os andadores aumentam o risco de traumatismo craniano. Somente nos Estados Unidos são atendidos mais de 8.000 bebês por ano devido a quedas e traumatismos relacionados com andadores. 

2. Queimaduras. Em alguns casos, os andadores produzem queimaduras nas pernas das crianças. O motivo é o roçar constante nas pernas e na delicada pele do bebê. 

3. Atrapalha o desenvolvimento psicomotor. O objetivo principal do andador é dar segurança à criança quando começa a andar. No entanto, o resultado (demonstrado) é que atrasa o desenvolvimento psicomotor do bebê. De fato, pode atrasar o início da caminhada. 

4. Problemas posturais. Tem-se estudado muito a respeito: as crianças que usam andador têm problemas posturais relacionados com a posição em que tinham ao se movimentar (pernas separadas e ligeiramente arqueadas) quando aprenderam a andar. 

5. Atrapalha o engatinhar. Sem dúvida, o andador atrapalha uma habilidade muito benéfica para o bebê: o engatinhar. É justamente nessa etapa em que os bebês usam andador quando deveria estar engatinhando para desenvolver habilidades e destrezas como a melhora do enfoque dos olhos e da lateralização do cérebro. 

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com