O que pode acontecer se você não vacinar o seu bebê contra a catapora

Vilma Medina

Vilma Medina

As vacinas para os bebês são temas que sempre causam polêmicas. Muitos pais seguem o calendário de vacinação ao pé da letra e são conscientes da importância que têm para a saúde dos seus filhos. No entanto, ainda existe quem rejeite a vacinação e pensa que as vacinas são nocivas à criança. 

Para conscientizar a esse último grupo, uns pais australianos, cujo filho não foi vacinado contra a varicela (catapora), compartilharam nas redes sociais a impactante foto do seu bebê mostrando que a doença tem causado no seu corpo. 

As impactantes imagens de um bebê com varicela

o-que-pode-acontecer-se-não vacinar-catapora A

Esta imagem de Elijah, de 11 meses de idade tem dado a volta ao mundo. Tem uma doença que hoje em dia está controlada em muitos países graças às vacinas: a varicela (popularmente conhecida como catapora). Sua mãe, Kayle Burke não é contrária às vacinas, no entanto, na Austrália, onde eles vivem, o programa de saúde estabelece que os bebês não recebam a vacina até os 18 meses, por isso o pequeno não tinha defesas para lutar contra a doença. 

Seus pais, alertados pela debilidade do pequeno e pelas graves bolhas que saíram por todo o seu corpo o levaram ao hospital onde esteve internado até que conseguiu se estabilizar. 

Kayle compartilhou essas imagens nas redes sociais explicando que ‘se você não vacinar aos seus filhos, você é um completo idiota. Pense no risco que você está colocando a outras crianças que são pequenas demais para serem vacinadas’. Elijah teve alta e sua mamãe compartilhou esta foto para mostrar com ele vai se recuperando.

o-que-pode-acontecer-se-não vacinar-catapora 2 A 

5 coisas que você deve saber sobre a varicela 

1. O sintoma mais comum da varicela é o surto de umas manchinhas vermelhas na pele que se transformam em bolhas, mas também causa febre, cefaléia, cansaço, falta de apetite e coceiras. 

2. Se transmite pelo contato e a possibilidade de contágio na escola ou em casa é de 90%. 

3. Não existe tratamento específico para a varicela, mas sim para controlar os sintomas: anti-histamínicos, antibióticos ou antitérmicos. 

4. É uma doença que acontece somente uma vez na vida, já que o corpo fica imunizado. 

5. Se a gestante for contagiada, o bebê poderá sofrer malformações, sobretudo durante o primeiro trimestre.

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com

10 mitos sobre a vacinação infantil

10 mitos sobre a vacinação infantil

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a vacinação e seguir com o calendário de vacinas durante toda a infância. Diante dos críticos das vacinas, os especialistas dizem que são mais benefícios que elas produzem do que os riscos que acarretam. As vacinas são seguras.

A importância das vacinas na infância

A importância das vacinas na infância

As vacinas são um símbolo de progresso, e o seu aparecimento em 1796 foi considerado um dos maiores marcos da saúde da História. Quando administradas elas desencadeiam uma resposta de formação de defesas (anticorpos) por parte do organismo.

Vacinas infantis. Benefícios da vacinação para as crianças

Vacinas infantis. Benefícios da vacinação para as crianças

O pediatra Carlos González é um dos principais defensores da criação dos bebês e das crianças e um especialista conhecido em aleitamento materno. No seu livro (em espanhol) que leva o título ‘Em defesa da vacinação. Proteja a saúde do seu filho’, ele explica com argumentos qual é a importância real da vacinação infantil na sociedade atual e nos diferentes países do mundo.

Gripe H1N1. Os sintomas e formas de contagio da Influenza A

Gripe H1N1. Os sintomas e formas de contagio da Influenza A

Tudo sobre a gripe H1N1 ou Influenza A. Conheça os sintomas, como se diagnostica, se trata e se pode prevenir esta gripe. As crianças, as mulheres grávidas e pessoas idosas devem ter prioridade na vacinação.

Razões para vacinar as crianças

Razões para vacinar as crianças

Graças às vacinas, algumas doenças já não implicam em risco para a vida das crianças nos países desenvolvidos, mas continuam existindo em países subdesenvolvidos. A vacinação é a medida preventiva mais importante que a gente pode contar, tanto é assim que um dos sonhos do coletivo médico seria poder vacinar a 100% da população. Às vezes se esquecem da quantidade de vidas que são salvas e da quantidade de doenças que são evitadas.

0 comentarios