Por que as crianças devem escutar jazz

Vilma Medina

Vilma Medina

'A vida é como o Jazz, é melhor quando você improvisa... ’ (George Gershwin). Esta frase me encanta. É uma declaração de princípios, uma filosofia de vida. Improvisar. Viver o presente, sem fazer planos de futuro. Caminhar passo a passo, descobrindo o caminho pouco a pouco. Não é o que você tenta inculcar ao seu filho? Não corra, não planeje as coisas demasiadamente. Descubra. Viva cada instante como se ele fosse único. 

Como se isso fosse pouco, o jazz, como muitas outras melodias, transmite muitos benefícios a nível físico, psíquico e sensorial. A música, esse grande aliado para o cérebro dos nossos filhos. As notas musicais são como algoritmos matemáticos. Talvez a gente não entenda, mas o nosso cérebro, sim. 

Os benefícios da música para nossos filhos

por-que-as-crianças-ouvir-jazz A

A música, e, é claro, o Jazz, possui poderes fascinantes para adultos e também para as crianças. Entre os seus benefícios encontramos estes: 

1. Alivia a dor de doenças crônicas

2. É eficaz contra a depressão infantil

3. Reduz o estresse e a ansiedade

4. Em alguns hospitais a terapia musical é utilizada no momento do parto para acalmar as dores da dilatação e do pós-parto

5. Ajuda a aprender novos idiomas

6. Reduz dores de cabeça e enxaquecas.

7. Aumenta a memória, a concentração e o quociente intelectual das crianças

8. Melhora a mobilidade do corpo e a coordenação motora. 

O que o Jazz contribui com as crianças 

O Jazz é um cântico, uma porta aberta para as emoções. É sentimento. É vital, energético, livre, dinâmico. Também relaxante, reflexivo. O jazz ajuda as crianças a expressarem o que estão sentindo, com liberdade e sem barreiras. De acordo com a UNESCO, que decidiu que o Dia 30 de abril se celebraria o Dia Internacional do Jazz, o Jazz é símbolo de Paz, de unidade. Transmite valores fundamentais aos nossos filhos. 

O jazz incide diretamente sobre o estado de ânimo. É uma forma de dizer ao seu filho: ‘você pode dizer tudo o que você está sentindo. Você pode se queixar, rir, chorar, gritar. Você é livre. Não guarde os seus sentimentos debaixo de uma couraça’. O Jazz, um verdadeiro mestre (musical), sem dúvida, da vida. 

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com

Estimulação musical de bebês e crianças

Estimulação musical de bebês e crianças

A iniciação musical começa na própria casa da criança. Os pais podem introduzir-lhe os prazeres do ritmo e dos sons. Nos seus primeiros passos, os bebês e as crianças gostam muito de dançar e bater palmas. Os bebês ficam serenos se lhes cantam ou cantarolam canções com suavidade.

Por que usar a música durante a gravidez

Por que usar a música durante a gravidez

Começar a desenvolver exercícios de estimulação musical dentro do útero materno é muito benéfico para o bebê e para o seu posterior desenvolvimento. A música faz parte completamente de todo esse processo. Conheça alguns benefícios da música para o bebê.

Os efeitos da música nos bebês prematuros

Os efeitos da música nos bebês prematuros

Quando um bebê nasce pelo menos a três semanas antes da data prevista, é considerado um bebê prematuro, e muitos dos seus órgãos e sistemas não se encontram maduros. Saiba como a música tem ajudado na recuperação e desenvolvimento desses bebês.

Música clássica para crianças. Por que não?

Música clássica para crianças. Por que não?

Há alguns anos, minha filha junto com o seu grupo de coro foi fazer uma apresentação em um programa de televisão que se dedica a divertir, encenar, e explicar a música clássica às crianças. Na realidade, o que o programa faz é aproximar as crianças da música clássica.

Música para o bebê durante a gravidez

Música para o bebê durante a gravidez

Quem não gosta de música? Música para dançar, para relaxar, compartilhar, para educar e para entreter. Existe música para tudo, inclusive para o bebê que ainda nem nasceu. Desde o ventre da sua mãe, o bebê pode escutar e sentir a música e inclusive perceber os diferentes sons.

0 comentarios