Por que é um erro deixar de escrever à mão

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Chegará o dia em que as crianças aprenderão a escrever com um computador? Chegará o dia em que o papel e o lápis sejam substituídos pelo teclado? O que acontecerá então? 

Cada vez mais e mais são as escolas que dão prioridade à incorporação das novas tecnologias: e-books que substituem os livros impressos, tablets que fazem com que nos esqueçamos dos cadernos... O que virá em seguida? Dizer ‘adeus’ à caneta? A gente explica quais podem ser as consequências desse grave erro. 

O erro de não ensinar as crianças a escrever a mão

por-que-é-um-erro-deixar-de-escrever-mão A 

Da mesma forma que a leitura implica em um sem fim de benefícios às crianças, assim também o faz a escrita. Não é a mesma coisa escrever a mão do que teclar de forma rítmica ou compulsiva os teclados do computador. Você nem imagina os benefícios que uma criança perderia ao aprender a escrever com um computador. De fato, os últimos estudos da neurociência têm demonstrado que o cérebro se ativa mais quando se escreve a mão do que ao teclar. Aqui a gente apresenta os grandes erros que implicariam em abandonar ou fazer desaparecer a caligrafia nas aulas: 

1. A forma com que a criança aprende a escrever afeta o desenvolvimento do cérebro. Não é a mesma coisa aprender a unir as letras teclando-as do que desenhar as letras com um tipo de caligrafia, que inclui também uma parte artística. 

2. A escrita a mão é vital para o desenvolvimento da motricidade fina. O que aconteceria então? 

3. A caligrafia ativa os lóbulos frontais do cérebro, relacionados com a memória, a fala e resolução de problemas.

4. Ao escrever a mão também se ativam os lóbulos parietais, intimamente relacionados com o sentido do tato e da orientação espacial. 

5. Cada vez que a criança escreve com lápis e papel são ativados neurônios situados nos lobos temporais, que se encarregam, sobretudo de relacionar o conteúdo recebido a curto prazo com as conclusões obtidas a longo prazo. Escrever a mão implica em mais esforço e compreensão do que se está escrevendo.  

6. Escrever a mão também ajuda a reconhecer com maior facilidade as palavras, as formas e as cores.

7. A caligrafia se transforma e se adapta à personalidade da criança. A partir dos oito anos as letras tomam forma determinada, e os espaços entre elas também. A letra também tem ‘personalidade’ e faz parte da identidade da criança. Existem numerosos estudos que relacionam alguns problemas psicológicos ou de comportamento com um tipo de determinada letra. 

8. A ortografia se aprende escrevendo à mão. É muito mais simples reconhecer um erro de ortografia se você escreve a palavra em um papel. 

9. As idéias fluem com muito mais facilidade quando se escreve a mão. Muitos escritores escrevem primeiro a mão antes de se colocar diante do teclado. Isso porque enquanto se escreve à mão damos tempo suficiente para que o cérebro se expresse. Com o teclado se escreve mais depressa e com frequência não damos tempo para pensar. 

E agora, eu te pergunto... Quanto tempo faz que você não escreve à mão num papel? Não estou me referindo às mensagens no WhatsApp. Eu me refiro em escrever à mão num papel. Há quanto tempo você não escreve uma frase, duas ou um parágrafo? Como seria legal o retorno dos diários. Também para as crianças. Esse ‘livro cúmplice’, esse amigo que ajuda a criança a expressar os seus sentimentos e a refletir. Neste caso, é claro, todo mundo é obrigado a escrever a mão. 

Estefanía Esteban

Redatora de GuiaInfantil.com