O que esconde as más notas das crianças

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Nosso filho chega a casa medroso e apreensivo, e tira da sua mochila o boletim e nos mostra como estão suas notas na escola. É então que na maioria dos casos acontecem as reprovações, chateações, gritos e inclusive castigos.

Os pais tomam as notas ruins dos filhos como algo pessoal e podem focar justamente no contrário ao que deveríamos. Antes de começarmos a cometer todos os possíveis erros, fruto do aborrecimento, a gente deve analisar o que as más notas dos nossos filhos realmente estão escondendo. 

Por que as crianças tiram notas ruins

o-que-esconde-as-más-notas-crianças A

As notas ruins nem sempre são resultado da falta de cuidado e estudo da criança, ou da sua irresponsabilidade ou preguiça na hora de enfrentar os estudos. Muitas vezes existem outras causas por trás, porque, definitivamente ninguém gosta de tirar notas ruins. A maior parte das vezes, as notas escondem outros problemas: 

- É o resultado de um estado depressivo do pequeno

- A criança está passando por momentos delicados em casa, seja por brigas familiares ou separação dos pais

- Na escola, a criança pode estar sofrendo bullying de outros companheiros ou não se sente integrada no grupo. 

- Não está sendo motivada corretamente por professores e inclusive pelos pais. Toda criança necessita de estímulos necessários. 

- Não tem uma boa técnica de estudo e não foi ensinada corretamente a estudar

- Pode esconder um problema de aprendizagem ou outros transtornos, como o TDAH. 

O que os pais não devem fazer quando o filho tira notas ruins 

- Insultá-lo: jamais utilizar palavras como ‘lerdo’, ‘tonto’ ou ‘irresponsável’. São palavras que minam a autoestima da criança. É preferível dizer-lhe que conseguirá os objetivos e fazê-la sentir que os pais confiam nas suas capacidades. A motivação positiva sempre consegue mais êxitos do que as desqualificações e os insultos. 

- Tomar isso como algo pessoal: as crianças não tiram notas ruins para nos castigar ou para se rebelar contra a gente. Dramatizar em excesso é contraproducente. 

- Castigá-lo: a criança que tenha recebido notas ruins já recebeu a punição. É mais positivo construir e trabalhar no que podemos fazer para reverter a situação, seja em receber apoio extraescolar, dando-lhe as ferramentas necessárias para aprender ou incentivando o diálogo, o esforço e o trabalho. 

- Não dar-lhe apoio: as más notas escolares nos falam de um problema que a criança está atravessando. Não importa se a criança esteja passando por uma situação pessoal complicada ou se deva a um problema de aprendizagem a gente deve sempre estar ao lado dela e fazer-lhe saber que tudo se resolverá e a gente estará ali sempre para ajudá-la. 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com