Kamasutra para gestantes

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Tenho escutado dizerem a muitos homens, talvez como piada, que suas mulheres estariam muito predispostas a manter relações sexuais prévias à gestação, mas uma vez produzida a concepção, as evitavam o quanto podiam. No entanto, o sexo não tem por que acabar na gravidez, mas a necessidade da mulher pode mudar, as posições em que se mostram mais cômodas ou a frequência. 

Em todo caso, é importante saber que em condições normais, o sexo não implica em nenhum perigo para o bebê que continua crescendo tranquilamente protegido dentro da placenta

As posições durante o sexo na gravidez

kamasutra-para-gestantes A

No primeiro trimestre de gravidez é normal que o cansaço e outros incômodos como náuseas ou tonturas produzam uma falta de interesse pelo sexo. Mas, é no terceiro trimestre a época mais provável que a mulher esteja mais incômoda pelo volume que adquiriu sua barriga, além do mais, emocionalmente pode estar mais preocupada pelos preparativos e o parto que pode provocar mudanças na sua vida sexual. 

Fora essas mudanças completamente normais nas gestantes, o sexo não tem por que acabar na gravidez, e inclusive muitas mulheres contam que durante sua gravidez tiveram uma vida plena e muito mais prazerosa, já que sentiam que sua libido estava em pleno vapor. 

Para todos aqueles casais que gostam de provar novas posições, talvez a gravidez não seja o melhor momento para isso, no entanto, com diálogo e compreensão é possível praticar posições cômodas e prazerosas para ambos. As que podem ser as melhores nessa etapa são: 

- ‘De quatro’: a mulher de joelhos e com as mãos sobre a cama. Esta posição evitará a pressão do homem sobre a barriga da mulher.

- A gestante com boca pra cima: estará mais cômoda e o homem para evitar se deitar sobre ela pode se colocar de joelhos em frente à sua mulher.

- De lado: a gestante se coloca de lado e o seu companheiro da mesma maneira por trás dela. É outra maneira de evitar a pressão sobre a barriga.

- A mulher em cima: é, sobretudo recomendável no primeiro e segundo trimestre da gravidez, quando a gestante ainda não carrega muito peso e pode controlar melhor os seus movimentos. 

Alba Caraballo

Editora de GuiaInfantil.com