Por que o bebê se retira do peito

Problemas com o aleitamento materno

Vilma Medina

Vilma Medina

As causas porque o bebê se retira do peito podem ser muitas, e geralmente se soubermos qual é o motivo podemos solucionar o problema. Mas, localizar o motivo nem sempre é fácil, e algumas vezes se misturam várias ao mesmo tempo. É algo que acontece com bastante frequência, e de fato, quase todos os bebês têm algum episódio ou período de rejeição durante o aleitamento, que pode ser transitório e não significa a retirada definitiva do aleitamento materno

Por que o bebê se retira do peito durante o aleitamento

por-que-o-bebê-se-retira-do-peito A

Durante as primeiras horas de vida, de forma natural, o bebê não vai querer mamar depois da primeira mamada ao peito, ficando algumas horas um pouco sonolento. É importante tê-lo bem próximo, em contato pele a pele, para que quando ele se despertar tenha o peito ao seu alcance. Mas, porque o bebê rejeita o peito mais adiante se iniciou sem problemas o processo do aleitamento? Aqui você tem algumas razões: 

- Se o bebê só quer mamar de um peito toda vez é uma ‘falsa rejeição’. A razão é que está totalmente satisfeito com o leite que obtém de um só peito e não necessita comer mais. Até o segundo ou terceiro mês o bebê sabe comer mais depressa e pode surpreender a mãe. 

- No caso em que rejeite o peito de forma constante e só queira mamar de um peito pode ser porque a postura seja inadequada e dificulte com que a criança agarre o peito, por alterações do mamilo, porque tem algo que esteja doendo no lado de apoio (ouvido, fratura de clavícula, incômodos no braço após uma vacina, hematoma na cabecinha após o parto...). 

- Se a mãe tem mastite o sabor do leite pode mudar e a criança pode rejeitar o peito afetado.

- Se o bebê rejeita ambos os peitos pode ser por mudanças nas rotinas (incorporação da mãe ao trabalho, mudanças, viagens, início na creche). Também se a mãe tem menstruação ou estiver grávida pode ser que o sabor do leite possa variar. Ou se muda o cheiro da mãe (sabonete novo, perfumes ou desodorantes fortes, excesso de suor). 

- Pode ser que o bebê se assuste enquanto estiver mamando, com um ruído forte ou movimentos bruscos. 

- Nos casos de alergias ao leite o bebê pode manifestar incômodo após a mamada ou durante a mesma. Se o bebê tem gases ou pode estar incômodo durante a amamentação, se jogando para trás agitado e chorando. 

O que fazer se o bebê rejeita o peito no aleitamento

Para melhorar estas situações a mãe deve buscar se tranquilizar e entender que ela pode ajudar ao filho a agarrar-se bem ao peito. Ela tem que estimular o contato pele a pele. Pode ainda mudar a posição do aleitamento e a mamãe deve tirar o leite do peito que o bebê rejeita para não provocar ingurgitamento ou mastite e não diminuir a produção de leite nessa mama.

As mamães devem se armar de paciência porque as causas podem ser diversas. Sempre se deve mostrar muito amor ao bebê e favorecer o contato físico pele a pele.

Malena Hawkins

Pediatra

Aleitamento materno: benefícios para o bebê e para a mamãe

Aleitamento materno: benefícios para o bebê e para a mamãe

A OMS (Organização Mundial da Saúde) recomenda o aleitamento materno como o melhor alimento para o bebê durante os seus primeiros 6 meses de vida. Inclusive aconselham que a mamãe continue dando o peito, juntamente com a alimentação adequada para a sua idade até os dois anos de idade.

Dar de mamar em público é natural

Dar de mamar em público é natural

O aleitamento materno é uma das experiências mais bonitas que uma mulher pode viver depois de dar a luz. É um instinto natural, que aparece espontaneamente quando tudo vai bem e reconforta tanto a mãe como ao seu bebê.

Como o aumento ou redução da mama afeta no aleitamento materno

Como o aumento ou redução da mama afeta no aleitamento materno

Não são poucas as mulheres que ‘passam pelo bisturi’ para retocar as mamas, tanto para aumentar como para reduzir o tamanho. Hoje vamos desmistificar alguns mitos que ligam a cirurgia das mamas com a amamentação.

O impacto do aleitamento materno sobre o cérebro do bebê

O impacto do aleitamento materno sobre o cérebro do bebê

Já sabíamos que o aleitamento materno é o melhor alimento que a mamãe pode oferecer ao seu bebê, mas, além disso, melhora o desenvolvimento do cérebro nos bebês. Como é possível sabê-lo? Pesquisadores da Universidade de Brown realizaram um estudo utilizando máquinas de ressonância magnética.

Alimentos que mudam o sabor do leite materno

Alimentos que mudam o sabor do leite materno

A dieta materna após o parto influencia em grande medida no leite que o peito produz. Não na quantidade, mas sim nos sabores, cheiros e as quantidades de alguns dos nutrientes que contêm.

A crise dos três meses do lactente. Causas e soluções

A crise dos três meses do lactente. Causas e soluções

A denominada ‘Crise dos três meses do lactente’ responde a um momento evolutivo do bebê diante de mamadas mais curtas, a percepção de que se distraem facilmente quando está no peito, que não mama com tanta frequência ou que enfia a mãozinha na boca, o que se pode atribuir erroneamente à fome.

0 comentarios