4 maneiras de melhorar a autoestima infantil

O que os pais devem saber para estimular a autoestima dos filhos

Vilma Medina

Vilma Medina

A autoestima é o julgamento que fazemos de nós mesmos, do nosso físico, comportamento, pensamento, forma de fazer as coisas ou sentir. Quando vemos crianças que agem com insegurança e outras que o fazem com muitas dúvidas podemos saber imediatamente como vai a autoestima de cada um. Do que isso depende? Em grande parte de como seus pais tratam a essas crianças e de como as ‘etiquetam’ (ou dão apelidos).

A gente tende a etiquetar as crianças pelo que fazem. Podemos dizer frases como ‘você é muito mau’, ‘você é bobo’ ou qualquer outra ‘qualidade’ depreciativa. Muitas vezes a gente se dá conta da importância que as palavras têm sobre nossos filhos, e como as dizemos, eles absorvem e aplicam no seu dia a dia. 

Conselhos para estimular a autoestima das crianças

4-maneiras-melhorar-autoestima-infantil A

Portanto, se você quiser que seus filhos tenham uma boa autoestima e sejam felizes você tem que observar que todos os julgamentos e afirmações que você fizer a eles sejam positivos. Para consegui-lo, siga estes 4 conselhos: 

1 – A importância da atitude. Existem quatro atitudes que os pais podem praticar com os filhos e, dependendo delas, nossos filhos desenvolverão uma boa ou má autoestima: 

- Eu estou bem, você está bem: trata-se de não julgar a criança, somente aceitá-la e amá-la do jeitinho que ela é. É a base que devemos empregar para incentivar e estimular a autoestima na criança. 

- Eu estou bem, você está mal: a gente utiliza quando criticamos a criança.

- Eu estou mal e você está bem: sem querer a gente se sente vítima dos nossos filhos e lhes transmitimos mensagens como ‘eu não aguento você’ e eles se sentem pouco amados e respeitados. 

- Você e eu estamos mal: acaba com grandes gritos entre pais e filhos e é a pior atitude que podemos praticar.

2 – Deixe que o seu filho seja ele mesmo: quando pensamos em nossos filhos, muitas vezes não nos damos conta que são pessoas que devem se desenvolver, pensar e sentir por eles mesmos. Não os deixamos fazer e seguir seus critérios e escolhas. É muito importante que eles desenvolvam sua própria personalidade e forma de fazer as coisas para que se sintam respeitados por ser quem são e assim tenham uma autoestima alta. 

3 – Reforce sua autoestima: é importante que os pais demonstrem que têm uma autoestima alta. Para isso devemos pensar em que coisas fazemos bem e compartilhá-las com nossos filhos, não com prepotência, mas sim com orgulho e humildade. Dessa forma as crianças terão um modelo de como reforçar a autoestima porque somos espelhos nos quais eles se fixam para copiar comportamentos. 

4 – Só ame aos seus filhos: se alguma vez você não souber como proceder com seus filhos, somente os amem de forma incondicional, de forma que eles se sintam queridos e protegidos e isso lhes permita serem eles mesmos e tirar o melhor que têm dentro. 

Matti Hemmi

Especialista em liderança

Como se transmite otimismo às crianças

Como se transmite otimismo às crianças

‘Se eu pudesse escolher outra vida eu gostaria de escolher a dos meus filhos. São os que passam melhor e agora que as férias de Natal estão chegando, ainda mais’. Assim me dizia uma amiga, que ao mesmo tempo se queixava de tudo o que tinha que fazer para se desdobrar para que os seus filhos levassem uma vida cômoda, fácil, divertida, despreocupada, sem carências e com muito mais do que realmente necessitam na realidade.

Fortaleça ao seu filho diante dos obstáculos da vida

Fortaleça ao seu filho diante dos obstáculos da vida

Como fortalecer os filhos para que eles, quando crescerem, saibam enfrentar as dificuldades e os obstáculos da vida? Como prepará-los neste sentido? A gente ensina a comer, a caminhar, a dormir, a jogar e a praticamente tudo, mas muitas vezes nos esquecemos de aproveitar as atividades, prazeres e obrigações diárias para educar os filhos para que sejam fortes na sua forma de viver.

Causas e sintomas da insegurança em crianças

Causas e sintomas da insegurança em crianças

A insegurança infantil é um tipo de medo ou temor que experimentam as crianças diante de qualquer fato real ou imaginário que implique em fracassar, perder o amor ou a atenção dos pais ou pessoas de especial referência. Trata-se de um estado emocional negativo que provoca alterações cognitivas, comportamentais e sociais.

As causas da baixa autoestima em crianças

As causas da baixa autoestima em crianças

É impossível tornar nossos filhos felizes evitando com que eles não sofram qualquer contratempo. Os pais devem prepará-los para enfrentar a adversidade por ser uma postura muito eficaz e educativa. Compreender como as crianças se sentem, guiá-las com atenção e carinho constantes, não exigir-lhes muito e apoiá-los para que possam render ao máximo suas qualidades são alguns conselhos práticos para os pais.

Como ajudar a uma criança que se sente rejeitada

Como ajudar a uma criança que se sente rejeitada

A rejeição e a decepção são dois sentimentos difíceis de entender e de suportar, ainda mais quando é uma criança que está sofrendo. A resiliência é um traço que os pais devem incentivar nos filhos para que no momento em que se sintam decepcionados ou rejeitados possam superar estes sentimentos e que não os afete negativamente na sua autoestima.

0 comentarios