O direito das crianças à vida e a ter uma família

Toda criança precisa de uma família para o seu cuidado e correto desenvolvimento

Vilma Medina

Vilma Medina

A Convenção Internacional dos Direitos da Criança outorga a toda criança o direito de ter uma vida e uma família

A criança, para o pleno desenvolvimento da sua personalidade necessita de amor e compreensão. Sempre que for possível, deverá crescer sob o amparo e responsabilidade dos seus pais e, em todo o caso, em um ambiente de afeto e de segurança moral e material. A sociedade e as autoridades públicas terão a obrigação de cuidar especialmente das crianças sem família ou que necessitem de meios adequados de sobrevivência.

A família como direito da criança

O direito das crianças a ter uma família 

As crianças têm direito a uma vida digna dentro do seio familiar, mas uma família não significa somente que existam laços de sangue, mas sim em ter um nome ou um lar, requisitos fundamentais para ser uma criança visível e não cair na discriminação social.

Os pais são o primeiro elo na hora de garantir o direito da criança a uma família, protegendo-a, assegurando uma correta educação, desenvolvimento e velando pela sua saúde, segurança e moral

O que acontece com os direitos de uma criança que ficou sem família? 

No caso que uma criança tenha ficado órfão ou sem família, não perde o seu direito de tê-la, já que as relações familiares constituem uma necessidade básica nas crianças. Portanto, os governos deverão organizar um sistema de adoção mediante o qual se proteja os menores e os ajudem a ter uma nova família. 

Uma criança sem família é ainda mais vulnerável emocionalmente e precisa de vínculos afetivos, mas também de um lar, por isso entidades, ONGs e os governos de diferentes países deverão estar comprometidos a dar prioridade à situação dessas crianças e encontrar para elas uma família idônea o quanto antes e na medida do possível. No Brasil, a burocracia na hora de adotar uma criança tem dificultado muito o processo. 

Diego Fernández. Redator

Dia das crianças. 12 de outubro

Dia das crianças. 12 de outubro

Dia das crianças no Brasil. No dia 12 de outubro se comemora o dia das crianças graças a que na década de 90 o deputado federal Galdino do Valle Filho resolveu criar um dia para homenagear as crianças.

Crianças, hoje vale tudo!

Crianças, hoje vale tudo!

O dia do tudo pode. Para muitos pais chega a doer a boca de tanto dizer “não” aos filhos, e ainda que reconheça que é necessário dizer esse fatídico monossílabo, também temos que levar em conta que nossos filhos necessitam escutar algum “sim” ou “está bem”.

Como potencializar o vínculo entre irmãos

Como potencializar o vínculo entre irmãos

A relação entre irmãos é sem dúvida muito importante para a família, já que é uma relação que durará a vida toda. Como pais, é muito importante que se potencialize o vínculo entre irmãos, mas o que você pode fazer para se assegurar que o vínculo entre irmãos seja positivo?

O riso: uma cura para as tensões familiares

O riso: uma cura para as tensões familiares

Dizem que o riso previne e cura os males. O riso, assim como a música parece a linguagem da alma. O poder do riso proporciona alívio, bem estar, relaxamento, e contribui com muitos benefícios. O riso ajuda a aliviar o estresse, tarefas e obrigações.

Como é o filho mais velho

Como é o filho mais velho

Os irmãos mais velhos são para os irmãos menores como algo doce e azedo ao mesmo tempo em que não podem alcançar de forma suficiente. Os irmãos maiores são o sinônimo de exemplo e responsabilidade.

Como é o filho mais novo

Como é o filho mais novo

O irmão mais novo pode ser o que ‘sempre está crescendo’ ou o que ‘não é suficientemente grande’, uma sensação que se não for tratada com cuidado pode criar certo nível de frustração nas crianças menores de uma família.

Como é o filho do meio

Como é o filho do meio

Nas famílias com três filhos terão o filho maior, o filho menor, e é claro, o filho do meio. Cada um terá suas próprias características e cada um terá suas peculiaridades. Os irmãos do meio estão sempre buscando o seu lugar, porque não é fácil competir com o maior ou mais responsável ou com o irmão menor, que é paparicado por todos.

Como falar da crise econômica familiar com as crianças

Como falar da crise econômica familiar com as crianças

Hoje em dia existem muitas famílias que estão sendo afetadas pela crise. Muitos pais têm perdido seu emprego e existem famílias, inclusive, que tanto o pai como a mãe estão desempregados. Tudo isso afeta aos pequenos da casa e as repercussões nas crianças dependerão muito das diferenças individuais e, sobretudo como os pais irão enfrentar tudo isso.

0 comentarios