Educar a força de vontade das crianças

Ensinar as crianças a controlar as suas vontades se consegue com paciência e motivação

Vilma Medina
Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Conseguir que as crianças saibam controlar sua força de vontade e tenham a capacidade e a preparação para enfrentar as dificuldades e os desafios do dia a dia não é assim tão fácil, ainda que se os pais lhes educam nesse sentido desde quando são ainda bem pequenos, não é tão difícil consegui-lo.

Os inimigos da força de vontade das crianças

educar-a-força-de-vontade-das-crianças A

As crianças devem aprender a dominar seus impulsos, seus desejos e vontades desde muito pequenos. Desse modo, aprenderão não apenas a se controlar como também a se esforçar para conseguir o que desejam. Aprenderão que somente com o esforço se consegue e se alcança o que se propõe. Para conseguir isso é necessário fazer com que as crianças conheçam seus pontos fortes através de uma motivação positiva. Isso lhes conferirá uma boa autoestima, maturidade e responsabilidade, pouco a pouco. 

Exigir também custa. A capacidade de exigência amável dos pais e professores irá marcar, em boa medida, o desenvolvimento da capacidade de trabalho e esforço, e das virtudes das crianças. Exigir que as crianças controlem suas vontades também exige esforço. Não se pode exigir que do dia para a noite a criança aprenda a se controlar. É necessário tempo, paciência, renúncias e sacrifícios. No entanto, sem esse esforço não se conseguirá nada com as crianças. 

Na sociedade atual é muito normal em muitas famílias que os pais pretendam evitar que seus filhos sofram ou se esforcem demasiadamente. Os pais querem, com certeza, uma vida melhor para os seus filhos, com menos exigências e mais comodidade. O que acontece é que acabam superprotegendo seus filhos. Desse modo, não estarão lhes ensinando a superar suas dificuldades, a superar os problemas nem que se esforcem para alcançar o que desejam. 

Para que um bom hábito se converta numa virtude é necessário que as crianças entendam o que fazem e por que o fazem, seja lutando por eles mesmos sem necessitar de exigência dos pais. As virtudes e os valores podem ajudar a criança a controlar sua vontade e promover o esforço. Aqui vocês têm alguns conselhos que podem ser aplicados no dia a dia da família: 

1 – Que as crianças terminem suas tarefas ou deveres escolares antes de ir brincar; 

2 – Motivar positivamente seus bons comportamentos e tentar falar com eles (positivamente) sobre os maus; 

3 – Reconhecer o seu interesse e o seu esforço (aguentar a sede numa viagem, terminar os deveres, deixar a roupa preparada pela noite...); 

4 – Dar exemplos (não se queixar, ser decidido, ter disciplina e comprometimento); 

5 – Não dizer jamais frases negativas como ‘você é um desastre’, ou ‘você não tem paciência’, etc. 

Fonte consultada:

- Actualidad Docente(Atualidade Docente)