Torção do tornozelo em crianças. Causas e tratamento

O que fazer quando o seu filho tem uma torção

Vilma Medina Vilma Medina Diretora de Guiainfantil.com

Não há nenhum problema na frenética atividade das crianças. Elas brincam, pulam, correm e é melhor que continuem fazendo assim porque isso é sintoma de vitalidade e de boa saúde. Mas, estar em constante movimento tem seus riscos, como as torções de tornozelo, que são as lesões mais frequentes em meninos. 

Quase todo mundo, pequenos e grandes, sabe como é doloroso uma torção de tornozelo. É frequente pensar que se trata de uma lesão sem importância. Para dizer a verdade, uma torção de tornozelo pode ter diferentes graus, mas o mais importante é tratá-la da forma mais adequada para que não se converta em uma lesão repetitiva ao longo de toda a vida. 

Causas da torção em tornozelo nas crianças

torção-do-tornozelo-em-crianças A

A torção de tornozelo acontece quando danam os ligamentos que rodeiam as articulações que controlam os movimentos. Quando a articulação se desloca de uma forma mais além do que o normal, o ligamento fica prejudicado em maior ou menor medida. O dano no ligamento pode ir desde uma simples inflamação até uma ruptura. Assim, pois, a torção de tornozelo tem diferentes graus de gravidade que devem ser determinados por um médico. 

As causas da torção de tornozelo são variadas. Algumas brincadeiras infantis, a prática de algum esporte, a caminhada em solo irregular ou simplesmente andar com os tênis mal amarrados podem ser motivo para que a criança torça o tornozelo. No momento em que a criança sinta dor no tornozelo, que perceba a região inflamada ou tenha dificuldade para apoiar o pé é necessário procurar um médico. 

Tratamento da torção de tornozelo em crianças 

Tratar a tempo: Insistimos na importância de tratar a tempo e de forma completa uma torção de tornozelo. Se isso não for feito, a criança se recuperará dessa lesão, mas a área ficará debilitada e sofrerá torções recorrentes ao longo de toda a sua vida. Logicamente, o tratamento de torção de tornozelo quem deverá determiná-lo é o médico e em nenhum caso devemos agir por conta própria somente baseado em nossas experiências. 

Repouso: O médico irá determinar o tempo de repouso; os dias em que a criança deverá permanecer sentada ou deitada com o pé para cima. Os antiinflamatórios serão quase obrigatórios nos primeiros dias e pode ser que necessite uma venda ou uma férula para imobilizar o tornozelo. Geralmente a criança não deverá apoiar o pé por alguns dias, mas dependerá da lesão nos ligamentos. Pouco a pouco há que comprovar a mobilidade do pé com exercícios de tornozelo, mas com muito cuidado para não forçar e atrasar a recuperação

Reabilitação: Quando o médico decidir que o período de repouso tenha terminado será quando a criança inicie a recuperação da lesão. Leve em conta que dependendo da gravidade da torção, a criança poderá necessitar andar com a ajuda de muletas antes de retomar suas atividades. Sempre que existir a possibilidade, a torção de tornozelo curará mais eficazmente com algumas sessões de fisioterapia, sobretudo para fortalecer a região e prevenir lesões futuras no mesmo lugar. E não podemos nos esquecer da paciência que devemos ter e inculcar aos nossos filhos para que se mantenham em repouso. 

Laura Vélez

Colaboradora de Guiainfantil.com